adblock ativo

Astro sul-coreano da natação obtém liberação da CAS para participar da Olimpíada

Publicado sexta-feira, 08 de julho de 2016 às 10:44 h | Atualizado em 19/11/2021, 07:37 | Autor: Estadão Conteúdo
adblock ativo

O impasse envolvendo a definição da participação de Park Tae-Hwan na Olimpíada chegou a um final feliz para o nadador. Nesta sexta-feira, o Comitê Olímpico da Coreia do Sul anulou a inelegibilidade do competidor, permitindo que o dono de quatro medalhas olímpicas participe dos Jogos do Rio.

A decisão foi tomada depois de a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) aceitar o pedido do nadador para a adoção de uma decisão rápida, mesmo que de modo provisório, envolvendo o seu caso, o determinando como elegível para a Olimpíada.

Park Tae-Hwan recorreu ao tribunal superior esportivo após o comitê sul-coreano deixá-lo de fora da equipe nacional por causa de um antigo caso de doping. Ele solicitou uma decisão urgente da CAS, até sexta-feira, por essa ser a data-limite para a Coreia do Sul apresentar a sua lista final de nadadores para os Jogos do Rio.

Em resposta à decisão do CAS, o comitê sul-coreano disse que vai agir para alterar as regras que proíbem a participação de atletas em competições internacionais por três anos após o fim de suas suspensões de doping.

Park Tae-Hwan, o único sul-coreano a ganhar uma medalha olímpica na natação, ficou suspenso até março, em uma pena de 18 meses, após testar positivo para testosterona em um exame antidoping realizado fora do período de competições.

Ele se tornou um herói nacional depois de ganhar a prova dos 400 metros livre nos

Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. Park Tae-Hwan também ganhou outra prata na China, nos 200m. Depois, em Londres, nos Jogos de 2012, faturou pratas nessas duas provas. Para a Olimpíada do Rio, ele conseguiu índices nas provas dos 100, 200, 400 e 1500m livre.

adblock ativo

Publicações relacionadas