adblock ativo

Athletico-PR aplica 3 a 0 e vai enfrentar o Galo na final da Copa do Brasil

Publicado às | Atualizado em 06/12/2021, 15:38 | Autor: Da Redação
O Furacão irá enfrentar o Galo na final do torneio, em partidas que acontecem em dezembro | Foto: Alexandre Vidal | CR Flamengo
O Furacão irá enfrentar o Galo na final do torneio, em partidas que acontecem em dezembro | Foto: Alexandre Vidal | CR Flamengo -
adblock ativo

Athletico e Atlético-MG vão fazer a final da Copa do Brasil 2021. O Galo já tinha a vaga praticamente garantida, e confirmou, nesta quarta-feira, 27, ao vencer mais uma vez o Fortaleza: 2 a 1. Enquanto isso, o Furacão foi até o Maracanã e surpreendeu o Flamengo para se colocar como ‘intruso’ em uma decisão onde todos esperavam ver o time carioca: 3 a 0.

Além de disputar o título da Copa do Brasil, o CAP também está na decisão da Taça Sul-Americana. Vale lembrar que o clube venceu os dois torneios recentemente. O nacional em 2019, e o internacional em 2018.

Para o Flamengo, a derrota escancara o momento delicado vivido por Renato Gaúcho, que terminou o jogo xingado pelos torcedores. O treinador não vence há quatro partidas, se afastou da luta pelo título no Campeonato Brasileiro, e agora está eliminado da Copa do Brasil.

O jogo no Maracanã

Os times pisaram no gramado do Maracanã com o 2 a 2 do jogo de ida no placar agregado, mas o empate não durou muito tempo. Já aos quatro minutos Renato Kayzer foi derrubado dentro da área por Filipe Luís, e a arbitragem, com ajuda do VAR, confirmou o pênalti. Diego Alves até acertou o canto, mas não conseguiu chegar na bola de Nikão.

O golpe sofrido já no início do combate afetou os jogadores do Flamengo. Willian Arão, por exemplo, errou domínio na saída de bola e precisou fazer falta dura em Kayzer para impedir o avanço do adversário. O erro rendeu um cartão amarelo ao volante.

Dez minutos, no entanto, foram suficientes para recolocar o mandante na partida. O Fla partiu para o ataque com o ímpeto que os torcedores se acostumaram a ver nos últimos anos e passou a levar perigo ao Furacão. Aos 18 minutos Bruno Henrique avançou até ser travado pelo goleiro Santos. Pouco depois, Léo Pereira ficou com um rebote na linha da pequena área e mandou por cima da meta.

A primeira etapa seguiu com o jogo concentrado apenas em metade do campo de jogo, a metade em que o Flamengo atacava e o Athletico defendia. Os visitantes abriram mão da bola e passaram a esperar por um contra-ataque para tentar definir o jogo. Enquanto isso, a pressão dos cariocas seguia forte, e aos 40’ Bruno Henrique quase marcou um golaço de voleio.

Quando o tão esperado contra-ataque do CAP finalmente aconteceu, o time paranaense foi fatal. Nikão passou para Renato Kayser e recebeu de volta na entrada da área. Ele então dominou e chutou de perna direita, que não é boa, mas contou com a colaboração de Diego Alves, que aceitou o frango e viu a bola entrar de mansinho no gol.

Michael foi a aposta de Renato Gaúcho para buscar uma reação, e o atacante entrou muito bem na partida. Aos oito minutos ele partiu do lado esquerdo, driblou quatro marcadores, entrou na área e chutou para uma incrível defesa de Santos. Depois a bola ainda tocou no travessão antes de ser afastada pela defesa visitante.

Nos minutos seguintes o Flamengo seguiu amassando o Athletico, e aos 35’ chegou a ficar com um a mais em campo, quando Khellven foi expulso. Mas nem a superioridade numérica foi suficiente para que os cariocas chegassem ao gol.

Para piorar a vida do Rubro-Negro, Zé Ivaldo, em novo contra-ataque, marcou o terceiro do Athletico e deu números finais ao jogo.

Na Arena Castelão

Depois dos 4 a 0 no jogo de ida, o Atlético -MG venceu o Fortaleza ‘só’ por 2 a 1, nesta quarta. Diego Costa e Hulk fizeram para o Galo. Romarinho diminuiu para o Leão do Pici.

adblock ativo

Publicações relacionadas