Atletas da canoagem se superam em desafio de Salvador a Morro

Publicado sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020 às 21:35 h | Atualizado em 14/02/2020, 21:40 | Autor: Aurélio Lima

Atletas baianos e de vários estados passarão pelo menos seis horas remando 60 km, percurso do 4º Desafio Salvador-Morro de São Paulo de canoagem. Promovida pelo Yacht Clube da Bahia, a prova tem largada às 7h deste sábado, 15, saindo em frente ao clube, na Barra.

São esperadas 73 embarcações, nas quais estarão alunos e professores de canoagem, já que ao longo do desafio os dois grupos acabam se tornando concorrentes pelas primeiras colocações. Um deles será o professor Cláudio Britto e seu aluno Marcelo Pato, que antes da prova já considera Britto um dos favoritos. “Ele rema com tanta técnica que torna fácil a competição”, elogiou Pato, certo de que não será páreo para o próprio professor.

No feminino, a prata da casa Babi Brazil, do Yacht Clube, é a atleta a ser batida. Pentacampeã brasileira de Stand-up, Babi vai competir na prova individual pela primeira vez, mas com chances boas de título. Uma de suas alunas, a odontologista Vanessa Rocha, de 46 anos, vai na mesma modalidade.

Entre cirurgias e treinos, Vanessa fará sua terceira participação solo. Segundo ela, foram necessários meses de preparação, entre treinamento no Porto da Barra e aulas de gyrotonic, método de preparação física que, além de realinhar a postura, promove o tônus muscular, relaxamento, flexibilidade e equilíbrio mental. “Eu acordo às 4h20, venho treinar às 5h e depois vou para o consultório, às vezes para fazer cirurgias de até 7h”, contou.

Publicações relacionadas