adblock ativo

Baiano conquista medalha inédita no Mundial de boxe

Publicado sexta-feira, 07 de outubro de 2011 às 14:07 h | Atualizado em 22/01/2021, 00:00 | Autor: Da Redação
adblock ativo

O pugilista baiano Everton Lopes fez história no Mundial de boxe amador, disputado na cidade de Baku, no Azerbaijão. Nesta sexta-feira, 7, o lutador venceu o italiano Vincenzo Mangiacapre, por 16 a 7, nas semifinais do torneio, e avançou para a decisão da categoria dos meio-médio ligeiros.

Assim, Everton já garantiu, no mínimo, a medalha de prata do Mundial, que já é o melhor resultado do Brasil na história da competição. A única medalha do país havia sido em 1986, quando José Rodrigues chegou à semifinal e perdeu para o cubano Juan Torres Odelín. Como no boxe não há disputa pelo terceiro lugar, Rodrigues ficou com a medalha de bronze.

Everton já havia garantido a medalha de bronze, já que também chegou às semifinais. O atleta também já tem vaga garantida na Olimpíada de Londres, em 2012, por ter chegado às quartas de final. O Mundial concede a classificação automática aos dez melhores colocados do torneio.

Agora, o baiano enfrenta o ucraniano Denis Berinchyk pela título de campeão mundial dos meio-médio ligeiros.

Mais Brasil – O capixaba Esquiva Falcão, que também tentava chegar à final do Mundial, porém na categoria meio-médio, perdeu nas semifinais para o japonês Ryota Murata, por 24 a 11.

Com o resultado, o pugilista ficou com a medalha de bronze do torneio. Esquiva também já tinha garantido a vaga em Londres 2012, por ter chegado às quartas.

Garantido - O baiano Robson Conceição, que havia perdido sua vaga na Olimpíada de Londres, recuperou-a nesta sexta, 7. O pugilista foi derrotado pelo ucraniano Vasyl Lomachenko, nas oitavas de final por conta de uma polêmica decisão da organização do Mundial.

Porém, como prevê o regulamento, Robson está de volta a Londres 2012, já que o ucraniano chegou à final do torneio.

adblock ativo

Publicações relacionadas