adblock ativo

Brasil poupa titulares e sofre para bater China no vôlei

Publicado sexta-feira, 25 de novembro de 2011 às 07:58 h | Atualizado em 25/11/2011, 07:58 | Autor: Agência Estado
adblock ativo

A seleção brasileira masculina de vôlei perdeu uma ótima chance, nesta sexta-feira, de somar mais três pontos e permanecer na liderança na Copa do Mundo. Diante da frágil China, o Brasil sofreu para vencer por 3 sets a 2, com parciais de 23/25, 25/10, 25/18, 19/25 e 15/8, em Kumamoto, no Japão, depois de o técnico Bernardinho ter optado por poupar jogadores e escalar apenas Murilo e Serginho como atletas considerados titulares.

Por causa do resultado apertado, os brasileiros somaram apenas dois pontos, deixaram a liderança e ficaram com 12 no fechamento da segunda fase da competição que garante três vagas nos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres. O time nacional acabou sendo ultrapassado pela Rússia, derrotada por 3 a 0 pelo Brasil na última quinta. Nesta sexta, os russos venceram o Egito por 3 sets a 1 e também chegaram aos 12 pontos, mas estão em vantagem nos critérios de desempate.

Já a China contabilizou o seu primeiro ponto, pois derrotas por 3 a 2 garantem pontuação mínima ao perdedor, e segue no 12.º e último lugar do torneio. Pelo regulamento da Copa do Mundo, apenas vitórias por 3 a 0 ou 3 a 1 asseguram três pontos, enquanto triunfos por 3 a 2 dão dois pontos ao ganhador.

A vitória apertada do Brasil também poderá beneficiar a Polônia, que tem dez pontos e nesta sexta-feira enfrenta o Japão, com chance de assumir a liderança isolada em caso de vitória por 3 a 0 ou 3 a 1.

Depois de superar a China com dificuldades, a seleção brasileira agora segue para Hamamatsu, onde jogará a terceira fase da Copa do Mundo. O primeiro confronto neste estágio da competição será neste domingo, contra a Argentina, às 4 horas (horário de Brasília). Em seguida, a equipe de Bernardinho encara Cuba, na segunda-feira, e a Sérvia, na terça.

O JOGO - Escalado em uma formação que contou inicialmente com Bruno, Theo, Rodrigão, Gustavo, João Paulo Bravo e Murilo, a seleção brasileira travou um início de jogo equilibrado contra os chineses. Depois de ver o rival abrir 6 a 4, conseguiu empatar em 6 a 6 após um bloqueio de Gustavo. Porém, logo os adversários abriram 12 a 9 e depois 16 a 11. No fim do primeiro set, os brasileiros voltaram a reagir e ficaram dois pontos atrás, mas a China administrou a vantagem para fechar em 25 a 23.

Já o segundo set foi totalmente dominado pelos brasileiros, que foram para a primeira parada técnica vencendo por 8 a 2 e depois ampliaram a vantagem ao longo da parcial, que terminou em 25 a 10 após um ponto de saque de Marlon.

O terceiro set, assim como o primeiro, começou equilibrado e o Brasil foi para a primeira parada técnica com apenas um ponto de vantagem (8 a 7). A partir dali, porém, os brasileiros começaram a desgarrar no placar e, após mais um ace de Marlon, fizeram 25 a 18 para virar o jogo.

Na quarta parcial, mais uma vez o Brasil foi para parada técnica inicial em vantagem de 8 a 7, mas acabou permitindo a reação dos chineses, que depois abriram 16 a 12 e tiveram competência para administrar o placar e fechar o set em 25 a 19, levando a decisão do confronto para o tie-break.

Insatisfeito com o que viu no quarto set, Bernardinho promoveu as entradas de Lucas e Wallace nos lugares de Gustavo e Theo. E rapidamente a estratégia surtiu efeito, pois o Brasil abriu 7 a 2 logo no início e, sem maiores problemas, garantiu a vitória com sete pontos de diferença (15 a 8).

adblock ativo

Publicações relacionadas