Clubes se manifestam sobre jogadores envolvidos em esquema de apostas | A TARDE
Atarde > Esportes

Clubes se manifestam sobre jogadores envolvidos em esquema de apostas

MP-GO denunciou 16 atletas investigados por fraudes em jogos de futebol

Publicado quarta-feira, 10 de maio de 2023 às 16:35 h | Autor: Da Redação
Operação Penalidade Máxima apura esquemas de fraudes em apostas esportivas
Operação Penalidade Máxima apura esquemas de fraudes em apostas esportivas -

Clubes tradicionais do futebol brasileiro foram impactados com a Operação Penalidade Máxima, que apura possíveis casos de manipulação de resultados por meio de esquemas de apostas. Além dos 16 denunciados pelo Ministério Público de Goiás, vários jogadores aparecem em conversas com apostadores, recebendo propostas ou combinando participação nos esquemas. 

O zagueiro Eduardo Bauermann foi afastado do Santos após ter conversas com apostadores descobertas pelas investigações. O Peixe divulgou um comunicado afirmando que não tolera "desvios de conduta e ética".

"O jogador permanecerá fazendo atividades físicas no CT Rei Pelé. O Clube aguardará se a Justiça aceitará a denúncia para definir novas ações, sempre com o pensamento voltado a preservar a instituição. O Santos FC não tolera desvios de conduta e de ética", publicou o Peixe. 

Nas redes sociais, o Fluminense também falou sobre a situação envolvendo o atleta Vítor Mendes. Ele foi afastado preventivamente das atividades do clube, assim como o volante Richard, do Cruzeiro.

Nesta quarta-feira, 10, o Athletico-PR comunicou nas redes sociais que o lateral-esquerdo Pedrinho seria afastado preventivamente das atividades do Furacão. O clube destacou que a medida terá validade até que o caso sejam "rigorosamente apurados". Bryan Garcia também foi suspenso pelo clube paranaense. Pedrinho deixou a concentração do Athletico-PR em silêncio. 

Em nota oficial, o Juventude, que também teve jogadores envolvidos nos esquemas de apostas, se manifestou para repudiar "veementemente qualquer tentativa ou atos que visem manipular resultados no esporte". 

"O Esporte Clube Juventude, em face das recentes publicações divulgadas na imprensa relacionadas à 'Operação Penalidade Máxima', citando nominalmente três atletas que atuaram pelo Clube em 2022, e que atualmente estão vinculados a outras agremiações, como investigados na referida operação, reitera o seu firme posicionamento de colaborar com as autoridades responsáveis pelas investigações, para que os fatos sejam regularmente apurados e os responsáveis identificados e responsabilizados na forma e no rigor da lei", publicou o clube. 

Publicações relacionadas