Corinthians perde maior patrocínio do futebol brasileiro | A TARDE
Atarde > Esportes

Corinthians perde maior patrocínio do futebol brasileiro

Patrocinadora reagiu a uma suposta irregularidade na intermediação do contrato

Publicado sexta-feira, 07 de junho de 2024 às 12:28 h | Autor: Da Redação
Presidente Augusto Melo no anúncio da VaideBet
Presidente Augusto Melo no anúncio da VaideBet -

Com problemas internos, o Corinthians acaba de perder o maior patrocinador da história do futebol brasileiro. Nesta sexta-feira, 7, a casa de apostas VaideBet anunciou o fim do patrocínio milionário. O vínculo entre as partes valia até 2026 e renderia R$ 370 milhões para o Timão.

A patrocinadora e o Corinthians estão com o relacionamento abalado desde o mês passado, por causa de notícias que surgiram na mídia a respeito de uma suposta irregularidade no repasse da comissão pela intermediação do contrato. A Polícia Civil investiga a participação de um 'laranja' nessa operação.

Com isso, a VaideBet acionou a cláusula anticorrupção e acabou de vez com o vínculo. A empresa, inclusive, diz que o Corinthians vai ficar de mãos abanando em relação a multa de rescisão, cerca de R$ 30 milhões, pois eles consideram que houve justa causa.

"Desde o início de abril a marca acompanha e solicita esclarecimentos sobre as suspeitas levantadas, tendo já realizado reuniões, comunicações formais e notificação extrajudicial. Diante das explicações apresentadas sem nenhuma resolutividade, a VaideBet lamentavelmente se vê obrigada a tomar tal atitude. marca avalia que não se pode manter a parceria enquanto pairar sobre o acordo qualquer suspeita em relação a condutas que fujam à conformidade com a ética e os preceitos legais. Só a dúvida, no crivo ético da marca, já é suficiente para determinar a rescisão - que foi exercida pela VaideBet suscitando cláusulas do contrato que protegem direitos da marca nessa decisão", disse a VaideBet.

O Corinthians também se pronunciou de maneira oficial sobre o fim do contrato. "O Corinthians lamenta que o parceiro comercial tenha encerrado o maior acordo de marketing esportivo do Brasil – do qual a empresa se beneficiou a ponto de sair de uma casa de apostas desconhecida para a segunda colocação no setor em apenas cinco meses – sem que houvesse nenhuma conclusão das investigações relacionadas ao intermediário da negociação."

O Corinthians deve cerca de R$ 2 bilhões e também deve perder o goleiro Carlos Miguel, substituto de Cássio, por apenas 4 milhões de euros (cerca de R$ 25 milhões), valor da multa rescisória. West Ham e Nottingham Forest estariam interessados no jogador de 25 anos.

Além dos problemas fora do campo, o time paulista está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. São apenas 5 pontos somados em sete rodadas e apenas uma vitória.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS