Em amistoso antirracista, Vini vestira braçadeira de capitão do Brasil | A TARDE
Atarde > Esportes

Em amistoso antirracista, Vini vestira braçadeira de capitão do Brasil

Brasileiro é protagonista na luta contra o racismo dentro do futebol

Publicado terça-feira, 26 de março de 2024 às 15:21 h | Autor: Da Redação
Vini Jr. durante coletiva pré-jogo
Vini Jr. durante coletiva pré-jogo -

Referência na luta contra o racismo, Vinícius Júnior será o capitão da Seleção Brasileira diante da Espanha, em amistoso que ocorre nesta terça-feira, 26, às 17h30. A partida será no Santiago Bernabéu, em Madrid, onde o brasileiro joga vestindo a camisa do Real Madrid. 

No lugar de Danilo, que foi capitão diante da Inglaterra, Vini foi escolhido pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para carregar a braçadeira pela primeira vez. Essa ação se dá por causa da sua movimentação e protagonismo na luta contra o racismo, este que vem sofrendo no futebol espanhol desde que chegou em Madrid. 

Durante coletiva pré-jogo, que ocorreu nesta segunda-feira, 25, o brasileiro lamentou os crimes que vem sofrendo e afirmou que cada vez tem menos vontade de jogar. Entretanto, garantiu que continuará lutando para que outras pessoas não passem por isso no futuro. 

“É cada vez mais triste. Cada vez eu tenho menos vontade de jogar. Acredito que seja muito triste tudo que eu venho passando a cada jogo, a cada dia, a cada denúncia vai aumentando. É muito triste, não só eu, mas todos os negros que sofrem no dia a dia. Fui escolhido para defender uma causa bem importante e que eu estudo a cada dia para que no futuro meu irmão de cinco anos não passe pelo que estou passando”, contou o jogador.

Publicações relacionadas