Em duelo equilibrado, Estados Unidos e Holanda ficam no empate | A TARDE
Atarde > Esportes

Em duelo equilibrado, Estados Unidos e Holanda ficam no empate

Seleção tetracampeã mundial saiu atrás do placar, mas manteve a liderança ao arrancar o empate

Publicado quinta-feira, 27 de julho de 2023 às 09:00 h | Autor: Beatriz Amorim*
O jogo valia não só os três pontos, mas também a liderança do grupo
O jogo valia não só os três pontos, mas também a liderança do grupo -

Em busca de quebrar o tabu dos últimos confrontos, a Holanda enfrentou os Estados Unidos, tetracampeã do torneio, na noite da quarta-feira, 26 (horário de Brasília), pela segunda rodada do grupo E. O jogo valia não só os três pontos, mas também a liderança do grupo, que com resultado do empate por 1x1, continuou nas mãos da seleção estadunidense. Apesar do bom início holandês, com o gol da Jill Roord ainda no primeiro tempo, a seleção norte-americana conseguiu o empate com Lindsey Horan. 

O jogo 

Nos minutos iniciais, com as duas equipes estudando as adversárias, a partida demostrava marcação apertada e sem muito espaços para aprofundar a ofensividade. A primeira chance perigosa foi dos EUA, aos 8, quando Sophia Smith, da ponta direita, lançou para Savannah DeMelo que finalizou para fora do gol e parou em defesa da goleira Van Domselaar.Uma das favoritas ao título, a seleção norte-americana manteve a maior posse de bola dos minutos iniciais, mas sem levar muito perigo.

Mas é aquele ditado: quem não faz, toma! Na primeira chegada da Holanda, aos 17, Lieke Martens carregou a bola desde o meio campo até a grande área e abriu para Victoria Pelova na direita. A meia tocou para a pequena área e recebeu um corte da zaga adversária, que afastou para fora da grande área. Jill Roord pegou o rebote e dominou, para em seguida chutar em direção ao canto inferior direito, não dando chances para a goleiro norte-americana. 1x0 Holanda. 

Atrás no placar, a seleção americana quase empatou logo em seguida, em um cabeceio da Alex Morgan, que subiu mais do que a zaga holandesa e finalizou para fora do gol. A primeira etapa seguiu até o fim com total intensidade ofensiva de ambas as equipes, entretanto, sem mais gols.

No início segundo tempo, a Holanda teve ótimas chances com Lieke Martens e Van De Donk. Já os EUA chegou no ataque com Sophia Smith e Alex Morgan. Mas foi somente aos 17, que as norte-americanas conseguiram o empate. No lance, Lindsey Horan aproveitou o lançamento de um escanteio na primeira trave e finalizou no canto direto da meta defendida pela goleira holandesa, que não conseguiu chegar na bola. 1x1. 

Com o gol, a tetracampeã da competição conseguiu crescer nos minutos seguintes e impôs pressão na defesa adversária, que precisou se esforçar para não levar a virada. Aos 22, Alex Morgan recebeu um passe nas costas da zaga e, na saída da goleira Van Domselaar, finalizou para o fundo da rede. Para a sorte holandesa, a bandeirinha sinalizou impedimento na jogada e anulou o gol da virada norte-americana. 

Apesar da melhora nos minutos finais, os Estados Unidos não conseguiu furar, pela segunda vez no dia, o bloqueio holandês e precisou se contentar com o empate em 1x1. O resultado mantém as norte-americanas na liderança do grupo E, com 4 pontos conqusitados e 3 gols de saldo. Já a Holanda, também soma  4 pontos mas somente 1 gol de saldo. 

Terceira rodada 

Buscando a carimbar a classificação e o primeiro lugar em direção ao mata-mata, os Estados Unidos terá pela frente a estreante seleção de Portugal. A partida ocorrerá na terça-feira, 1º, às 4h (horário de Brasília), no Eden Park, na cidade de Auckland, na Nova Zelândia. 

Já a Holanda jogará contra a atual lanterna do Grupo E, a seleção do Vietnã, também em busca da classificação para o mata-mata e com chances da classificação em primeiro lugar. O confronto será também será simultâneo ao outro do grupo e disputado no Dunedin Stadium.

* Sob a supervisão de Daniel Genonadio*

Publicações relacionadas