Em eleição histórica, Riquelme se torna presidente do Boca Juniors | A TARDE
Atarde > Esportes

Em eleição histórica, Riquelme se torna presidente do Boca Juniors

Foi o maior pleito do futebol argentino, o segundo maior no mundo

Publicado segunda-feira, 18 de dezembro de 2023 às 07:09 h | Atualizado em 18/12/2023, 07:24 | Autor: Da Redação
Em resultado final, Riquelme teve vitória confirmada com 68% dos votos, que é equivalente a 30.318 nas urnas
Em resultado final, Riquelme teve vitória confirmada com 68% dos votos, que é equivalente a 30.318 nas urnas -

O Boca Juniors tem um novo presidente. Ex-jogador e ídolo do clube, Juan Roman Riquelme venceu Andrés Ibarra em eleições históricas, com 46,4 mil votos. Foi o maior pleito do futebol argentino, o segundo maior no mundo, atrás apenas da eleição de Sandro Rosell no Barcelona em 2010, com 57 mil votos. 

Em resultado final, Riquelme teve vitória confirmada com 68% dos votos, que é equivalente a 30.318 nas urnas, quase o dobro do que Ibarra conseguiu, com 15.949 votos. O novo mandato será até o fim de 2027.

Riquelme era vice de futebol da gestão de Jorge Ameal, que se manteve na chapa, mas trocou de cargo e será vice no próximo ciclo. A candidatura rival de Andrés Ibarra tinha como vice o ex-presidente do Boca Juniors e da Argentina, Mauricio Macri.

Inicialmente, o pleito estava inicialmente marcado para o dia 3 de dezembro, mas foi suspenso pela Justiça após denúncia da oposição de irregularidade de 13,3 mil sócios com direito a voto.

Ao lado de Ameal desde 2019, Riquelme conqustou com o Boca Juniors cinco títulos, além de ter sido vice-campeão da Libertadores em 2023. Mas o primeiro ano do novo mandato será duro, com a ausência no principal torneio continental após seis anos.

Publicações relacionadas