Acordo por SAF do Bahia é aprovado com 99% dos votos | A TARDE
Atarde > Esportes > E.C.Bahia

Acordo por SAF do Bahia é aprovado com 99% dos votos

AGE contou com o número recorde de 13.113 votos, sendo 12.920 a favor, contra 183 que recusaram a SAF

Publicado sábado, 03 de dezembro de 2022 às 22:36 h | Atualizado em 03/12/2022, 22:42 | Autor: Filipe Ribeiro
Assembleia Geral Extraordinária neste sábado, 3, na Arena Fonte Nova contou com votação recorde
Assembleia Geral Extraordinária neste sábado, 3, na Arena Fonte Nova contou com votação recorde -

Os sócios-torcedores do Bahia aprovaram o acordo pela Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Bahia proposto pelo City Football Group Grupo City, na noite deste sábado, 3, em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), na Arena Fonte Nova. A AGE contou com o número recorde de 13.113 votos, chegando a 98,6% de aprovação, sendo 12.920 a favor, contra 183 que recusaram a SAF. Tiveram ainda 10 abstenções. A assembleia desta noite contou com votação presencial e virtual.

Logo após o parecer positivo, o presidente em exercício Guilherme Bellintani assumiu o microfone e se direcionou à torcida do Esquadrão de Aço em tom de comemoração, mas já ressaltando o trabalho que será feito pelo Grupo City nos próximos anos no clube.

"Vamos juntos no momento difíceis, inclusive, que eles chegarão. Não vamos achar que da noite pro dia teremos apenas momentos fáceis, mas eu não tenho dúvida que a consistência do trabalho, a visão de médio e longo prazo, a capacidade de investimento, a sabedoria e o know-how que o grupo já demonstrou em todos os lugares que já passou, serão também capazes de juntos com nós, com a nossa comunidade, fazer a transformação", disse Bellintani.

Quem também tomou a palavra foi o executivo da empresa que irá gerir a SAF do clube, Cadu Santoro, que compareceu à Assembleia na Arena Fonte Nova, e agradeceu aos sócio-torcedores pela confiança no projeto "O Bahia é o Mundo".

"Em nome do Grupo City, estamos aqui hoje para agradecer a todos vocês pela aprovação de 99%, para que a gente possa trazer o Bahia para fazer parte da nossa família. A gente sabe que é um marco histórico no futebol brasileiro, temos muito trabalho pela frente, mas temos certeza que, mesmo tendo uma transição ainda nos próximos meses, até que a operação possa ser finalizada, os executivos do Grupo City e do Bahia vão trabalhar junto para que a gente possa construir um grande ano para vocês, um grande projeto de médio a longo prazo. Podem ter certeza que tem muita decisão para tomar nas próximas semanas, vamos trabalhar duro nisso", declarou Santoro.

O Ceo do Grupo City, Ferran Soriano, apareceu em vídeo, já que não pode comparecer ao evento neste sábado, e mandou uma mensagem para toda a torcida, já projetando o ano de 2023 no Tricolor de Aço. 

“Hoje é um marco incrivelmente emocionante para o Bahia e o City Football Group. Estamos honrados que os sócios do Bahia depositaram sua confiança em nós e votaram a favor do investimento do City Football Group. Agora continuamos trabalhando no processo da transação, que esperamos finalizar no início de 2023", disse Soriano.

Dia de comemorar

Em meio ao dia de festa Tricolor o sócio-torcedor, Ivan Tupinambá, de 49 anos, há quatro anos associado ao clube, falou sobre o significado do Bahia ser incorporado por um novo modelo de gestão, com um projeto que tende a dar bons frutos.

"Independente do sucesso do projeto ou não, esse momento significa uma virada de chave para o clube. É uma mudança completa de modelo de gestão. Até 2013 vínhamos de uma ditadura, daquele ano em diante passamos por uma democracia e agora, nesse momento, uma mudança drástica de modelo de gestão, com certeza é uma virada de chave grande", disse Ivan.

O torcedor ainda comentou sobre as expectativas pelo início, de fato, do novo projeto do clube, e entende que o processo até chegar ao patamar sonhado exige passar por alguns obstáculos. Ele ainda fez um apelo ao restante da torcida Tricolor.

"Como Cadu Santoro e Ferran Soriano falaram, é um projeto de médio a longo prazo. O torcedor tem que entender isso. Eles vão buscar os resultados? Vão. Pode acontecer de conquistar antes, mas temos que entender. Não basta só o clube mudar e evoluir, a mentalidade do torcedor também tem que mudar. Não é um projeto de curto prazo, não dá para achar que ano que já vai para a Libertadores, ficar no G4 do Brasileiro, não é isso. Se não der resultado agora, tem que aguardar, é um projeto de 15 anos", comentou.

Olival Roberto e Ivan Tupinambá foram um dos sócios-torcedores que votaram a favor da SAF neste sábado
Olival Roberto e Ivan Tupinambá foram um dos sócios-torcedores que votaram a favor da SAF neste sábado |  Foto: Filipe Ribeiro | Ag. A TARDE
 

O também sócio-torcedor há cinco anos, Olival Roberto, 41 anos, declarou que seu voto neste sábado, 3, foi pela busca de resgatar um Bahia das eras de ouro, que busca por títulos e almeja grandes conquistas.

"Nós torcedores do Bahia vivemos isso. Estamos na expectativa de uma melhora, mas vivemos isso aqui. Se parar para pensar, estamos há anos vivendo uma situação que a gente não consegue projetar algo a mais, então essa é a expectativa de hoje. Quando a gente vem aqui e vota a favor da SAF é porque procuramos aquele Bahia de antigamente, o Bahia de 88, que brigávamos por títulos", disse Olival.

Investimento bilionário

A proposta feita pelo City Football Group, ou "Grupo City", que foi aprovada neste sábado, 3, confirma a compra de 90% da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do clube. Os detalhes do contrato apontam para um aporte financeiro de R$ 1 bilhão.

O valor é divididos em três frentes. Para a compra de jogadores, será disponibilizado R$ 500 milhões do montante. Para pagamento de dívidas do clube, será disposto R$ 300 milhões. Por fim, R$ 200 milhões será designado a investimentos em infraestrutura, categorias de base, além de capital de giro e outras finalidades.

É importante ressaltar que marca "Bahia" não sofrerá alterações, tais como hino, símbolos, brasão, alcunha e cores. Ainda sob as condições do negócio, o presidente informou que os programas sociais do clube vão ser mantidos, e podem ser ampliados sob a batuta da empresa estrangeira.

Confira a mensagem do CEO do Grupo City Ferran Soriano:

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS