adblock ativo

Angioni pede demissão e Joel declara: não tem o que dizer

Publicado domingo, 12 de maio de 2013 às 19:38 h | Atualizado em 12/05/2013, 19:44 | Autor: Lucas Cunha
Paulo Angioni, gestor de futebol do Bahia
Paulo Angioni, gestor de futebol do Bahia -
adblock ativo

Paulo Angioni não é mais o gestor de futebol do Bahia. O dirigente do tricolor baiano pediu demissão logo após a goleada sofrida para o Vitória por sete a três no primeiro Ba-Vi válido pela decisão do campeonato baiano.

Já o treinador Joel Santana não deu indícios se permanece no cargo. O ainda técnico do Esquadrão não participou da coletiva com a imprensa e apenas fez um rápido pronunciamento. "Não tenho nada a dizer, nada a declarar. Não tem o que dizer. Tem que ir pra casa. Obrigado".

Durante o jogo, alguns integrantes da comissão técnica do Bahia foram ameaçados por torcedores no camarote em que estavam na Arena Fonte Nova. O grupo foi obrigado a descer para o vestiário para evitar um maior tumulto. Até o momento, o presidente Marcelo Guimarães Filho ainda não se pronunciou após a partida.

adblock ativo

Publicações relacionadas