Após título do Nordeste e briga no Castelão, Bahia reencontra o Ceará pelo Brasileirão

Publicado quinta-feira, 17 de junho de 2021 às 06:00 h | Atualizado em 19/11/2021, 12:16 | Autor: Rafael Tiago Nunes

Bahia e Ceará escreverão, nesta quinta-feira, 17, a partir das 16h, na Arena Castelão, em Fortaleza, mais um capítulo dessa rivalidade regional que tem ganhado força nos últimos anos. A partida pela Série A do Brasileiro coloca as equipes frente a frente pela terceira vez neste ano. Até aqui, o saldo é de uma vitória para cada lado e o título de campeão da Copa do Nordeste para o Tricolor, que encerrou um jejum de oito jogos sem vencer o Vozão, após ganhar a partida de volta da final por 2 a 1 no tempo normal e garantir a taça na disputa de pênaltis.

O confronto promete pegar fogo, já que as duas equipes vivem momento de instabilidade no ano e precisam vencer para se restabelecer. Além disso, o último embate acabou em pancadaria no gramado do Castelão, e com a suspensão de seis atletas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD): Nino Paraíba, Juninho e Daniel do lado baiano, Mendoza, Jael e Gabriel Dias por parte do Vozão – todos devem estar em campo por efeito suspensivo.

O zagueiro tricolor Juninho, um dos envolvidos na briga, falou sobre a rivalidade com o Ceará e deixou claro que a confusão ficou no passado. "Está maior, sim [a rivalidade com o Ceará], mas não pela confusão que aconteceu, e sim por tudo que os dois clubes estão fazendo nos campeonatos, se estruturando”, comentou o defensor, que recentemente teve proposta de empréstimo de clube árabe negada pela diretoria.

“São as duas equipes que fizeram as duas últimas finais da Copa do Nordeste. Existe uma disputa nessa condição”, completou o técnico do Bahia, Dado Cavalcanti.

É fato que o Bahia se deu melhor no último duelo com o Ceará, e o troféu de campeão é a maior prova disso. Mas, nos últimos anos, o Alvinegro tem larga vantagem. Antes da derrota na final do Nordestão, o Tricolor somava oito jogos sem vencer o Vovô, com dois empates e seis derrotas, sendo cinco delas em sequência.

Pelo Brasileirão, a última vez que o Esquadrão venceu o Vozão foi no dia 14 de novembro de 2018. Na oportunidade, ganhou por 2 a 1, em Salvador. Ao longo da história, as duas equipes se enfrentaram 51 vezes, com 17 triunfos do Bahia, 14 empates e 20 vitórias do Ceará.

Para o jogo, o Tricolor terá mudanças. Dado indicou que jogadores desgastados, como Rodriguinho, Gilberto, Conti, Patrick, Rossi e Matheus Bahia, podem entrar num rodízio.

“Vão para campo aqueles que estiverem melhor no momento. Penso que, dificilmente, todos que estiveram em campo [na última partida] vão estar”, justificou.

Adeus de Prates

O auxiliar técnico Cláudio Prates, que comandou o time sub-23 do Bahia no último Campeonato Baiano e chegou a dirigir interinamente a equipe principal algumas vezes, se despediu do Esquadrão. Ele fará o papel de auxiliar agora no Al-Shabab, da Arábia Saudita, que é treinado pelo baiano Péricles Chamusca.

Publicações relacionadas