Bahia encara o Fluminense no Maracanã de olho nos três pontos

Publicado domingo, 11 de outubro de 2020 às 09:41 h | Atualizado em 11/10/2020, 09:43 | Autor: Nuno Krause*

Se formos olhar essa neutralidade dos jogos, nunca esteve tão ‘bom’ para o visitante fazer resultado”. A fala é do treinador do Bahia, Mano Menezes, em análise feita sobre a falta de público nos estádios. Tendo em vista o Brasileirão em geral, essa narrativa pode mesmo ser considerada. Em 14 rodadas, os times que jogaram como visitantes em 2020 conseguiram arrancar 139 pontos em 135 partidas disputadas, segundo levantamento feito pelo A TARDE.

A média é a quarta melhor da década: 1,02 ponto por jogo. A mais alta foi em 2017, quando as equipes alcançaram 152 pontos em 140 jogos (média de 1,08 ponto).

No entanto, a análise de Mano ainda não se aplicou para o Bahia na temporada. Em sete partidas disputadas longe de Salvador, o Esquadrão conquistou apenas cinco pontos, com três derrotas, dois empates e apenas um triunfo. A campanha é superior à de 2019, quando o Tricolor marcou nove pontos (com o mesmo número de rodadas). A diferença é que o número de pontos feitos em casa foi muito maior no ano passado: 16, contra 10 neste ano.

A partir deste domingo, 11, o Bahia terá a chance de começar a mudar esse cenário. Após um triunfo convincente sobre o Vasco em Pituaçu, a equipe comandada por Mano Menezes vai encarar dois adversários longe de seus domínios: Fluminense, neste domingo, às 16h, e Goiás, na próxima sexta-feira.

A missão desta tarde é a mais difícil. O Tricolor Carioca é o sexto colocado do Campeonato Brasileiro, com 21 pontos conquistados, e só perdeu uma vez em casa. Nos outros sete jogos, alcançou cinco vitórias e dois empates.

Enquanto isso, o Goiás amarga a lanterninha do Brasileirão, com apenas nove pontos. Em casa, o Alviverde conquistou duas vitórias, um empate e quatro derrotas. Nesta semana, inclusive, torcedores de uma organizada do clube foram ao centro de treinamentos, com autorização da diretoria, e ameaçaram os jogadores. A reclamação foi por causa da derrota para o Fluminense, por 4 a 2, na 14ª rodada da Série A.

CrucialDentre os campeões brasileiros de 2011, o que menos venceu fora de casa foi o Palmeiras de 2018. Em 19 partidas, o Verdão saiu com os três pontos em sete delas. O melhor número está com o Flamengo de 2019 e o Fluminense de 2012. Ambos conquistaram 11 triunfos nessas temporadas.

No caso do Rubro-Negro, serviram para quebrar o recorde de vitórias em um Campeonato Brasileiro de pontos corridos, com 20 times: foram 28 no total. Para o Tricolor Carioca, foi o ponto crucial para a conquista do título, já que o número de triunfos em casa foi o mesmo.

Se o objetivo do Bahia é terminar a Série A entre os seis primeiros, o que daria ao clube a chance de voltar a disputar uma Libertadores, conquistar triunfos fora de casa é um passo importante. Entre 2011 e 2020, apenas duas equipes alcançaram a sexta posição vencendo menos de cinco partidas longe de seus domínios: o Sport, em 2015, e o Athletico-PR, no ano de 2016.

Ambos tiveram apenas dois triunfos cada, em 19 partidas. Porém, as campanhas que realizaram em seus estádios compensaram. O Leão da Ilha venceu 13 jogos e o Rubro-Negro do Paraná, 15. O Bahia nunca conseguiu passar de 13 triunfos em um mesmo Brasileirão, contando as 38 partidas.

De maneira geral, o aproveitamento do Bahia fora de casa, na Série A, é razoável. Na década, o Tricolor possui 28 triunfos. É o 13º no ranking, e o primeiro entre os nordestinos. O segundo que mais conquistou três pontos foi o Vitória: 22 vezes.

O maior número de triunfos em uma mesma temporada é do Bahia, com seis, no ano de 2012. Quando o Vitória ficou com a quinta colocação, em 2013, venceu quatro partidas longe do Barradão. Novamente, o desempenho como mandante foi preponderante para o bom campeonato. Foram 14 triunfos em casa, ao todo.

Confiança

Em entrevista coletiva na última sexta-feira, o atacante Clayson ressaltou a importância do triunfo sobre o Vasco por 3 a 0 na 14ª rodada. “A equipe vem crescendo. Acho que é pela confiança que a comissão técnica e o Mano vêm passando, não só para mim, mas para todo o elenco. A equipe vem atuando bem há uns três, quatro jogos. Infelizmente, o resultado estava escapando no detalhe”, afirmou.

Para o jogo deste domingo, o técnico Mano Menezes deve contar com o retorno do meia Rodriguinho. Gregore e Juninho também estarão à disposição. Eles foram julgados na última sexta-feira pelo STJD pelas expulsões contra Grêmio e Atlético-GO, respectivamente, e estão liberados, pois já cumpriram suspensão automática.

*Supervisão do editor Daniel Dórea

Publicações relacionadas