Bahia visita Vila Nova para quitar ‘dívida’ de pontos perdidos em casa

Tricolor tem a 3ª melhor campanha como visitante na competição

Publicado sexta-feira, 08 de julho de 2022 às 06:10 h | Atualizado em 08/07/2022, 00:09 | Autor: Luiz Teles
Rildo retorna ao time após suspensão e pode ser titular
Rildo retorna ao time após suspensão e pode ser titular -

Depois de perder sete dos últimos nove pontos disputados como mandante, o Bahia tenta hoje, a partir das 19h, contra o Vila Nova, em Goiânia, somar seu terceiro triunfo consecutivo como visitante para superar o prejuízo causado pelas derrotas para Chapecoense e Novorizontino, além do empate sem gols com o Grêmio.

E para quitar essa ‘dívida’ o Tricolor tem o cenário próximo do ideal, uma vez que encara nesta 17ª rodada da Série B o atual lanterna da competição. O Vila Nova conquistou apenas 12 pontos em 16 jogos no torneio, com somente um triunfo até aqui, na longínqua 6ª rodada, quando bateu em casa o Náutico por 2 a 0. O time goiano, contudo, não tem sido um time fácil de ser batido, com nove empates, inclusive contra Vasco e Grêmio.

Ocupando a 3ª colocação no torneio, com 29 pontos, e a seis de diferença do Criciúma, primeiro time fora do G-4, o Bahia vai para o duelo com a tranquilidade de ter uma ‘gordura’ na briga pelo acesso, mas sabe que precisa recuperar o quanto antes os pontos perdidos em Salvador. Nas duas últimas partidas longe de seus domínios, dois triunfos: 1 a 0 sobre o Operário e 2 a 0 contra o Brusque.

Como havia vencido todas os duelos na Fonte Nova antes da derrota para a Chapecoense, o Bahia tem ainda um saldo positivo entre pontos perdidos em jogos em casa (8) e aqueles conquistados fora (10). O Tricolor, aliás, tem a 3ª melhor campanha como visitante na competição, atrás apenas do Cruzeiro (14) e Chape (13).

Em entrevista coletiva ontem, o meia Lucas Mugni garantiu que o elenco está comprometido em somar pontos fora de casa. “Vamos em busca desse resultado. Eu não posso falar que pode ter certeza... Pode ter certeza de que a gente vai ser competitivo, vai lutar, vai brigar. Para nós, isso é um prato de comida. Vamos disputar até a última bola. Posso me comprometer com isso”, disse Mugni, que acredita que o jogo requer cautela, porque o adversário, segundo o jogador, não tem nada a perder. “Eles têm bons jogadores, um bom time. Não era para estar onde estão. Pensando como eles pensam, eles vão em busca de tudo. Acham que não têm mais tempo para perder ponto, ainda mais dentro de casa. Eles estão jogando a vida; é um prato de comida para eles também. A gente não pode ser menos que isso. A gente tem que ser igual em competitividade ou mais para ser vencedor”.

Sem Rezende

O volante Rezende é o grande desfalque do Bahia para o jogo de hoje à noite. Ele não se recuperou de um estiramento na coxa e será substituído novamente por Emerson Santos. O técnico Enderson Moreira, contudo, conta com o retorno de Rildo ao ataque, após cumprir suspensão contra o Grêmio.

Antes da viagem no fim da tarde de ontem para Goiânia, o Tricolor encerrou sua preparação para o duelo no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA). A atividade foi fechada para a imprensa. O clube informou por sua assessoria que Enderson Moreira reuniu o grupo no auditório para passar orientações em um vídeo e depois orientou uma atividade focada em cruzamentos e finalizações. Por fim, a equipe titular foi separada para um treino de bolas paradas ofensivas e defensivas. 

A tendência é que o treinador promova o retorno de Rildo ao time e o Bahia entre em campo com Danilo Fernandes; André, Ignácio, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Emerson Santos, Daniel e Mugni; Rildo e Rodallega.

Em 19 jogos disputados entre as equipes na história, são 10 triunfos do Bahia, contra quatro do Vila Nova, além de cinco empates. Nos últimos três encontros, o Tricolor venceu sempre por 1 a 0, dois deles disputados em Goiânia, como no duelo de hoje.

FICHA TÉCNICA:

Vila Nova x Bahia - 17ª rodada do Brasileirão Série B

Local: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA), em Goiânia-GO, às 19h 

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN) 

Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Rener Santos de Carvalho (AC)

VAR: Emerson de Almeida (MG)

Vila Nova - Tony; Pedro Bambu, Doma (Renato), Alisson Cassiano e Willian Formiga; Ralf, Pablo e Arthur Rezende; Matheuzinho, Pablo Dyego e D. Tavares (Rubens). Técnico: Allan Aal 

Bahia - Danilo Fernandes; André, Ignácio, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Emerson Santos, Lucas Mugni e Daniel; Rildo (Davó) e Rodallega. Técnico: Guto Ferreira

Publicações relacionadas