Bahia volta à Fonte buscando deixar derrota no passado | A TARDE
Atarde > Esportes > E.C.Bahia

Bahia volta à Fonte buscando deixar derrota no passado

Esquadrão mira quinto show do ano no estádio

Publicado quinta-feira, 15 de fevereiro de 2024 às 06:10 h | Autor: Léo Silva
Equipe tricolor que começará jogando hoje na Fonte Nova ainda segue sendo um mistério
Equipe tricolor que começará jogando hoje na Fonte Nova ainda segue sendo um mistério -

A Fonte Nova, que sediou, desde janeiro, apresentações, de preparação para o Carnaval, de artistas e grupos baianos, como Xanddy Harmonia, Parangolé, Durval Lelys e Saulo, também vem recebendo grandes shows do Bahia na temporada 2024. Depois de enfrentar as dificuldades proporcionadas por um gramado ruim na derrota para o Ríver, no Piauí, o Esquadrão retorna hoje ao palco contra o América, em busca de mais um espetáculo, para consolidar a Fonte como casa de show.

Na realidade, desde a goleada, de 4 a 1, contra o Atlético Mineiro, que garantiu a permanência na Série A, já são cinco jogos em que o torcedor tricolor que vai à Fonte Nova tem apenas motivos para fazer a festa ao final dos 90 minutos. Em 2024, são quatro jogos, com quatro triunfos, 100 finalizações, com média de 25 por jogo, 14 gols marcados e apenas um sofrido. Jacobina, Barcelona de Ilhéus, Sport e Itabuna já sofreram com a produção ofensiva do Esquadrão, nos bailes anteriores.

A partida de hoje vale pela terceira rodada da Copa do Nordeste. Nas duas primeiras, um triunfo, por 2 a 1, contra o Sport, na Fonte Nova, e uma derrota para o Ríver, no Piauí. Como o Bahia retorna a campo no domingo, pelo Campeonato Baiano, contra o Vitória, ainda não se sabe qual a estratégia de Rogério Ceni. Força máxima, mescla entre titulares e reservas ou todos os titulares preservados para o clássico?

Mistério

Em meio ao mistério sobre a formação da equipe que irá a campo hoje, a partida ainda pode servir para dar ritmo a alguns jogadores, como o volante Rezende, que retorna de lesão depois de atuar apenas uma vez no ano. Três outros atletas poderão estrear na temporada, seja no início ou no decorrer da partida.

O meia Léo Cittadini já está liberado, depois de fazer um trabalho de aprimoramento das condições físicas, para evitar que as lesões que o atrapalharam em 2023 voltem a prejudicar. Enquanto dois colombianos podem estrear pelo clube: o lateral Santiago Arias e o atacante Óscar Estupiñan, apresentado oficialmente ontem como o sexto reforço do Bahia para a temporada de 2024. Já regularizado, Óscar Estupiñan garante estar pronto para estrear com a camisa tricolor. “Venho treinando, estou preparado para quando o míster (Rogério Ceni) quiser contar comigo. Estou 100%, somente esperando a oportunidade de jogar”, disse.

Óscar Estupiñan recebeu a camisa 29, que foi utilizada recentemente por dois nomes que criaram bastante identificação com a torcida tricolor: o meia Vinícius e o atacante Jacaré. “Eu gosto do número e quando cheguei me falaram que já existia um histórico e eu espero que o número continue se destacando de maneira positiva”, explicou.

Além da citação indireta, o centroavante de 27 anos falou nominalmente sobre outro jogador da história recente do clube. “Tenho uma boa relação com Huguito Rodallega. Tive a oportunidade de jogar com ele na Turquia (no Denizlispor, na temporada 2019/2020). Foi um bom companheiro porque ele me ensinou algumas coisas da posição. No primeiro momento que liguei, ele me disse que o clube era espetacular, fantástico. Foi a melhor referência para tomar a decisão de vir”, disse o camisa 29.

Conhecidos

O América perdeu as duas primeiras partidas na Copa do Nordeste. No Potiguar, por outro lado, está classificado para a semifinal do primeiro turno, em que enfrentará o Baraúnas. Na primeira fase do turno, terminou invicto com quatro vitórias e dois empates.

O volante Souza, campeão baiano de 2015, pelo Bahia, é o destaque. Ele é o autor dos dois gols marcados pela equipe na Copa do Nordeste, e fechou a segunda rodada, inclusive, dividindo o topo da artilharia da competição. Ao todo, já fez seis gols em 2024.

O treinador Marquinhos Santos também foi campeão estadual pelo Esquadrão, um ano antes, comandando quarteto ofensivo formado por Lincoln, Rhayner, Máxi e Talisca. Outro ex-tricolor no elenco é o atacante Gustavo Custódio.

Publicações relacionadas