Com casa cheia, Bahia recebe CSA de olho no Top 2 da Série B

Torcida deve bater o recorde de público do Bahia na Série B, superando os 41.617 do duelo contra o Grêmio, no dia 3 de julho

Publicado sábado, 06 de agosto de 2022 às 06:15 h | Atualizado em 06/08/2022, 00:36 | Autor: Luiz Teles
Expectativa é de mais de 40 mil pagantes na tarde de hoje na Fonte
Expectativa é de mais de 40 mil pagantes na tarde de hoje na Fonte -

Todos os componentes para um dia feliz do torcedor tricolor estão na composição de um cenário perfeito para o Bahia encarar o CSA: uma partida à tarde, num sábado, com a possível estreia de reforços de peso, contra um adversário com o qual sustenta um histórico mais que favorável e numa Fonte Nova lotada. Resta para o Esquadrão, a partir das 16h30, fazer seu papel de protagonista, vencer a equipe alagoana e assumir a vice-liderança do torneio, consolidando-se ainda mais no G-4 e podendo abrir até 8 pontos de vantagem para o 5º colocado da competição.

Ao que tudo indica, a torcida deve bater o recorde de público do Bahia na Série B, superando os 41.617 do duelo contra o Grêmio, no dia 3 de julho. O clube divulgou no fim da tarde de ontem que mais de 20 mil ingressos haviam sido vendidos, o que somando-se aos 23 mil sócios com acesso garantido já coloca a marca anterior com boa possibilidade de ser superada. O recorde de público do Bahia na história da Arena é 46.341 pagantes.

A empolgação dos torcedores com o jogo tem justificativa. Além do bom horário e dia - um sábado, às 16h30 -, é muito possível que o técnico Enderson Moreira promova a estreia de Ricardo Goulart, maior contratação do clube nesta temporada. Nem mesmo a polêmica vinda do lateral-direito Marcinho, que também está apto para debutar hoje na equipe, foi capaz de desanimar a venda de ingressos para o duelo.

O Bahia chega para o jogo com 37 pontos e na 3ª colocação da Série B. Como o Vasco (2º, com 39) já atuou na rodada e empatou com a Chapecoense, em casa, um triunfo do Tricolor pode recolocar a equipe na vice-liderança do campeonato. Além disso, em caso de vitória, o Esquadrão no mínimo vai manter a distância de cinco pontos para o primeiro time fora do G-4, mas essa vantagem pode chegar a até oito pontos em caso de derrota do Tombense (5º, com 32), que visita o líder Cruzeiro, no Mineirão, e também se o Londrina não vencer o Novorizontino, em São Paulo. Ambos os jogos acontecem às 19h de hoje.  

A confiança em um triunfo está também no desempenho recente dos times e no histórico do Bahia atuando em casa contra alagoanos. O CSA, que iniciou a rodada em 17º na Série B, com 20  pontos apenas  e na zona de rebaixamento, jamais venceu a equipe de profissionais do tricolor em Salvador. O único triunfo ocorreu na Copa do Nordeste de 2010, disputada pelo Esquadrão com seu time de juniores. O Bahia, aliás, exceto por essa partida pelo Nordestão, nunca perdeu em seus domínios para um clube de Alagoas: são 43 jogos, com 37 triunfos e seis empates.

Danilo treina na Fonte

Com a presença do goleiro Danilo Fernandes em campo, o Bahia encerrou ontem à tarde, na Arena Fonte Nova, sua preparação para enfrentar o CSA. O arqueiro tricolor sentiu um estiramento muscular pouco antes da partida contra o Náutico, não participou do jogo e seguiu em tratamento até a última quinta-feira. Apesar de recuperado e de ter trabalhado com os outros atletas normalmente ontem, é possível que ele não seja escalado como titular pelo técnico Enderson Moreira, já que não treinou durante a semana.

Na Fonte Nova, o elenco do Bahia assistiu a um vídeo com informações sobre o CSA, trabalhou lances de bolas paradas ofensivas (faltas escanteios e pênaltis) e defensivas, além de jogar o tradicional ‘rachão’ no fim da atividade.

Após cumprir suspensão, Mugni fica à disposição de Enderson Moreira. Outro que volta é Daniel, recuperado de uma amigdalite, mas que pode perder a posição para a estreia de Ricardo Goulart, mesma situação do lateral-direito André em relação ao recém-contratado Marcinho.

Patrick e Marco Antônio seguem na transição e não irão a campo. A tendência é que o time siga atuando com o esquema de dois zagueiros e dois volantes de marcação.

FICHA TÉCNICA:

Bahia x CSA - 22ª rodada do Brasileirão Série B

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), às 16h30

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG) ASSISTENTES: Ricardo Junio de Souza (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)

VAR: Igor Junio Benevenuto (MG)

Prováveis escalações:

Bahia - Mateus Claus; André (Marcinho), Ignácio, Luiz Otávio, Matheus Bahia; Rezende, Emerson Santos, Mugni, Daniel (R. Goulart); Copete, Rodallega (Davó). Técnico: Enderson Moreira 

CSA - Marcelo Carné; Diego Renan, Werley, Lucão, Edson; Geovane, Canteros, Gabriel, Lourenço, Osvaldo; Rodrigo Rodrigues. Técnico: Alberto Valentim

Publicações relacionadas