Danilo Fernandes se posiciona contra mudança na Lei Pelé

O Projeto de Lei foi aprovado na Câmara dos Deputados

Publicado terça-feira, 12 de julho de 2022 às 09:45 h | Atualizado em 12/07/2022, 09:45 | Autor: *Da Redação*
A declaração foi dada em entrevista coletiva antes do jogo contra o Athletico
A declaração foi dada em entrevista coletiva antes do jogo contra o Athletico -

O Projeto de Lei 1153/2019 aprovado na Câmara dos Deputados, 398 a favor contra 13, e que propões mudanças na Lei Pelé está causando divisão de pensamentos em alguns clubes e atletas. No Bahia, o goleiro e capitão do time, Danilo Fernandes, se posicionou de maneira contrária.

“Não só os atletas do Bahia. Os atletas do Brasil inteiro estão engajados neste protesto, nesta campanha, porque temos os nossos direitos. Não estamos cobrando nada mais do que merecemos. Não é de hoje que tentam tirar nossos benefícios como um empregado normal, onde todo mundo tem o seu direito, com a gente não é diferente. Vi até um vídeo do Diego falando: “Ah, o pessoal fala que jogador ganha muito e tem que ficar quieto, aceitar as condições e os termos”. Não é assim, porque mais de 85% dos atletas ganham até mil reais. Para a gente ver que o futebol tem uma realidade muito diferente do que todos pensam, imaginam. Não é fácil”, disse Danilo Fernandes.

Logo após a aprovação o Ceará fez uma postagem a favor, porém, os principais jogadores do time cearense, Vina, Zé Roberto, Lima e outros atletas se manifestaram contrários a mudança na Lei Pelé.

O principal questionamento por parte dos jogadores fica por conta da redução do parcelamento do valor acertado em caso de rescisão contratual. Nos moldes atuais, após o acerto o atleta recebe o valor do salário acertado em contrato até o final do vínculo com o clube. Com essa mudança, o recebimento dos atletas pode ser reduzido em até 50% ou deixar se paga, caso seja feito um contrato com uma outra agremiação com valor superior ao anterior.

Publicações relacionadas