Élber sobre duelo com o São Paulo: "É um confronto direto"

Publicado segunda-feira, 07 de outubro de 2019 às 17:52 h | Atualizado em 07/10/2019, 17:50 | Autor: Daniel Genonadio* | Foto: Felipe Oliveira | EC Bahia

O Bahia não terá tempo para lamentar o revés sofrido em casa diante do Athletico-PR, no sábado, 5. O Tricolor já "virou a chave" e pensa agora na partida contra o São Paulo, em duelo direto por vaga no G-6 do Brasileirão, zona de classificação da Libertadores.

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 7, no Fazendão, o atacante Élber, destaque da equipe nas últimas rodadas, falou sobre as suas expectativas para o jogo que pode definir de uma vez as pretensões do Esquadrão na Série A.

"É um confronto direto. A equipe deles está dois pontos na nossa frente. Temos a oportunidade de vencer e passar. Colocar o Bahia na Libertadores. Nosso pensamento é esse, o de vencer e dar alegria aos nossos torcedores, que merecem muito", disse o atacante.

Para a partida que acontece às 21h, de quarta-feira, 9, na Arena Fonte Nova, pela 24° rodada, o São Paulo não contará com Daniel Alves e Antony, convocados para a Seleção Brasileira principal e Olímpíca, respectivamente. Para Élber, os desfalques da equipe paulista não facilitará o duelo.

"Equipe do São Paulo é qualificada, são vários de seleção. Daniel dispensa comentários. Antony chegou agora, mas a gente sabe que é um grande jogador muito técnico. Vai fazer falta para eles, mas para a gente não vai. A gente sabe que, independentemente de quem vier, vai ser um jogo difícil", analisou.

Mesmo com a derrota no último jogo, primeira do clube na Arena Fonte Nova pela Série A, o Bahia saiu de campo bastante aplaudido pela torcida, que reconheceu o desempenho da equipe na partida. Élber atribuiu os aplausos a dedicação dos jogadores em campo e lamentou o resultado final.

"Isso mostra o quanto que a nossa equipe se dedicou. Tivemos muitas oportunidades de gol, mas não estávamos em uma noite boa. No final da partida, a torcida recoheceu o tanto que lutamos...Torcida do Bahia é muito grande. Eles apoiam bastante  e, no momento de cobrar, também cobram bastante. No jogo anterior, estava muito bonita a Fonte Nova, a torcida compareceu, fez uma linda festa, mas infelizmente não conseguimos dar os três pontos", afirmou.

*Sob a supervisão do editor Nelson Luis

Publicações relacionadas