Em estreia de Ceni na Fonte, Bahia sofre virada do Santos | A TARDE
Atarde > esportes > E.C.Bahia

Em estreia de Ceni na Fonte, Bahia sofre virada do Santos

Camilo Cándido abriu o placar para o Tricolor, mas Marcos Leonardo e Furch viraram o placar para os visitantes

Publicado segunda-feira, 18 de setembro de 2023 às 22:08 h | Atualizado em 19/09/2023, 21:24 | Autor: Lincoln Oriaj
Ademir lamenta chance perdida
Ademir lamenta chance perdida -

Em estreia de Rogério Ceni na Arena Fonte Nova, o Bahia recebeu o Santos, na noite desta segunda-feira, 18, e perdeu por 2 a 1, de virada, em partida da 24ª rodada do Brasileirão. Furch e Marcos Leonardo marcaram para o Peixe, enquanto Camilo Cándido fez o único gol do Tricolor.

Com a derrota no confronto direto, o Bahia vê o Santos se aproximar no retrovisor. O Tricolor permanece com 25 pontos em 24 jogos, na 15ª posição, enquanto a equipe paulista tem um ponto a menos e está na 17ª colocação, dentro da zona de rebaixamento para a Série B.

Agora o Bahia só volta a campo no sábado, 30 de setembro. O adversário será o Flamengo, no Maracanã, em confronto da 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo

Assim que o árbitro apitou o início da partida, o Santos não tomou conhecimento do Bahia e partiu para cima dos donos da casa, mesmo com a Arena Fonte Nova pulsando. Com menos de um minuto, Lucas Lima encontrou bom passe para Marcos Leonardo que chegou na frente do gol e finalizou na trave esquerda de Marcos Felipe. O assistente, no entanto, levantou a bandeira e assinalou a posição irregular do atacante santista.

Logo na sequência, Jean Lucas foi lançado em velocidade, limpou a marcação de Kanu, mas Marcos Felipe saiu do gol a abafou a finalização. A bola ainda sobrou para Soteldo, mas a finalização do venezuelano desviou na zaga do Bahia e saiu pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Marcos Leonardo desviou na pequena área e Marcos Felipe operou um milagre para evitar o gol do Santos.

Sem aproveitar a pressão inicial, o Santos diminuiu o ritmo e o Bahia passou a ter mais posse de bola. A primeira chance do Tricolor foi aos 17 minutos, quando Camilo Cándido pegou sobra da zaga santista e finalizou de pé esquerdo, obrigando João Paulo a fazer sua primeira grande defesa. Aos 23, Gilberto tentou surpreender o goleiro do Peixe em chute de fora da área, mas João Paulo acompanhou a bola saindo pela linha de fundo.

O paredão do Santos voltou a trabalhar aos 33, em finalização perfeita de Yago Fellipe, que entraria no ângulo, mas João Paulo voou e foi buscar, espalmando para escanteio. Seis minutos depois, Kevyson vacilou na saída de bola e Everaldo arrancou com a bola dominada pelo lado direito, invadiu a área e finalizou, mas o zagueiro João Basso se lançou na bola e conseguiu desviar para fora. Antes do intervalo, Bahia e Santos voltaram a chegar no ataque, mas não conseguiram balançar a rede.

Jogadores do Bahia lamentam derrota dramática em confronto direto
Jogadores do Bahia lamentam derrota dramática em confronto direto |  Foto: Raphael Muller | Ag. A TARDE
 

Segundo tempo

As equipes voltaram do vestiário sem alterações, mas a postura do Bahia melhorou na etapa final. Aos 14, Gilberto ficou com sobra de bola na entrada da área e, mesmo atrapalhado pelo juiz, conseguiu rolar para Camilo Cándido, na esquerda. O uruguaio dominou e soltou um foguete com a canhota para abrir o placar e incendiar a torcida tricolro na Arena Fonte Nova.

O técnico Rogério Ceni então optou por trocar o poder ofensivo do Bahia com três mudanças. Primeiro, Luciano Juba entrou no lugar de Ademir, depois, saíram Everaldo e Rafael Ratão para as entradas de Vinícius Mingotti e Biel. As substituições deram um novo gás ao ataque tricolor e o time parecia disposto a ampliar o placar.

Faltou combinar com o Santos, que aos 27, em jogada ensaiada, empatou o jogo. Soteldo cobrou falta na medida para o zagueiro Joaquim, que cabeceou para o meio da área buscando Marcos Leonardo. Livre, o atacante do Peixe empurrou de cabeça para o gol, igualando o confronto de seis pontos.

A partir daí, o Bahia tentou ir para cima atrás do resultado positivo, mas tinha dificuldades para levar perigo ao gol defendido por João Paulo. Então aos 48, novamente em lance de bola parada, Furch virou o placar para os visitantes. Jean Lucas cobrou escanteio da direita, Joaquim ganhou, mais uma vez, de cabeça e tocou para o meio da área, onde o argentino dominou e balançou a rede de Marcos Felipe. A derrota recolocou o Bahia em uma posição delicada na luta contra o rebaixamento, enquanto o Santos parece ganhar novo fôlego para sair do Z-4.

Publicações relacionadas