Emerson Ferretti: "Não quero levantar bandeira nenhuma" | A TARDE
Atarde > Esportes > E.C.Bahia

Emerson Ferretti: "Não quero levantar bandeira nenhuma"

Dirigente ontuou ainda que espera que situações como essas sejam naturalizadas

Publicado terça-feira, 20 de fevereiro de 2024 às 12:16 h | Autor: Da Redação
Ex-goleiro foi o primeiro dirigente a se assumir gay no futebol
Ex-goleiro foi o primeiro dirigente a se assumir gay no futebol -

O presidente do Bahia, Emerson Ferretti, se pronunciou sobre a repercussão que teve em cima do novo relacionamento, com um bailarino de 27 anos. O mandatário tricolor ratidicou o desempenhar um bom trabalho à frente do clube.

Em entrevista ao Alô Alô Bahia, o ex-goleiro afirmou que não espera ser reconhecido por levantar nenhuma bandeira. No entanto, ele pondera que entende a dificuldade em dissociar, uma vez que foi o primeiro dirigente assumidamente gay no futebol. 

“A gente foi tomado de surpresa, que eu não esperava. O objetivo é trabalhar pelo Bahia, não é levantar bandeira nenhuma. Mas isso é impossível dissociar da minha pessoa pelo fato de ter sido o primeiro atleta de futebol a se declarar gay. Quero ser avaliado pela minha capacidade, não porque eu sou gay ou não”, disse Emerson Ferretti.

O atual dirigente de 52 anos pontuou ainda que espera que situações como essas sejam naturalizadas. "O respeito precisa chegar ao futebol e isso que eu estou tentando trazer”.

Publicações relacionadas