Mugni elogia últimos triunfos e projeta: "Podemos melhorar mais"

Argentino falou também sobre o risco do Tricolor ficar de fora também da 2ª fase da Copa do Nordeste

Publicado sexta-feira, 18 de março de 2022 às 20:16 h | Atualizado em 18/03/2022, 20:16 | Autor: Alex Torres
Depois de muito tempo, o meio-campista voltou a atuar por 90 minutos em uma partida
Depois de muito tempo, o meio-campista voltou a atuar por 90 minutos em uma partida -

Com um início de temporada bastante irregular, o Bahia corre sérios riscos de ficar de fora das duas competições que disputa no primeiro semestre semestre de 2022. Após a eliminação no Campeonato Baiano, o Esquadrão chega na última rodada da Copa do Nordeste em 5º lugar, dependendo de outros resultados para avançar na competição. 

>>Leia mais notícias sobre o Bahia

>>Veja tabela de classificação e jogos do Nordestão 2022

A partida decisiva será contra o Sergipe, na cidade de Aracaju. No entanto, a equipe comandada pelo técnico Guto Ferreira ainda precisa torcer para que o Náutico ou o Botafogo-PB não vença suas partidas, contra o Globo-RN e o Sampaio Corrêa, respectivamente. 

Em coletiva realizada na tarde desta sexta-feira, 18, na véspera do duelo na capital sergipano, o volante Lucas Mugni comentou sobre o risco de eliminação do Tricolor. Apesar da situação delicado, o argentino fez questão de destacar os últimos dois jogos, onde o time venceu Jacuipense e Vitória da Conquista. 

"É verdade que existe o risco de ficar fora da Copa do Nordeste. Mas também a equipe vem de uma sequência boa de triunfos, de bons jogos. Acho que o pensamento do grupo está mais por aí. Que estamos em um bom momento e que podemos melhorar mais", afirmou Mugni. 

Mesmo com os triunfos anteriores, o Esquadrão terminou eliminado no estadual e chega ao regional com chances de também não avançar. Questionado sobre como o elenco pode convencer o torcedor, a partir do momento que, em tese, a Copa do Nordeste possui adversários mais qualificados, o argentino garantiu que tem que seguir trabalhando e esquecer os fatores externos.  

"Futebol mudou muito, já está mais equilibrado. Mas é verdade que o Bahia precisa saber que é muito grande para ficar fora desse campeonato. Então é um só jeito de aceitar isso, que é trabalhando. Tem que trabalhar, fazer o melhor, que aí vai dar certo. Esquecer o de fora. A gente sabe que vai ser cobrado, então tem que aceitar a nossa responsabilidade e trabalhar", analisou Mugni.     

Função em campo

Depois de muito tempo, o meio-campista voltou a atuar por 90 minutos em uma partida. A última vez em que isso aconteceu, havia sido em novembro do ano passado, contra o Grêmio, pela 36ª rodada do Brasileirão. A participação do argentino, inclusive, foi bastante elogiada, com uma assistência para o segundo gol, anotado por Hugo Rodallega. 

Questionado sobre como seguir sendo decisivo no setor ofensivo do Tricolor sem deixar espaço atrás, Mugni revelou conselhos do treinador Guto Ferreira, para compor mais a parte defensiva. No entanto, o jogador garantiu que, a respeito da aptidão física para subir ao ataque, ele está pronto. 

"Professor falou comigo que, como segundo volante, preciso cuidar também um pouco mais atrás. É uma coisa minha também, quando vejo espaço tento aparecer na área. E agora tento ficar ligado nessa marcação, não podemos deixar espaço. Acho que estou pronto, sim", disse. 

Publicações relacionadas