Fábio Mota negocia naming rights e cobertura do Barradão | A TARDE
Atarde > Esportes > E.C.Vitória

Fábio Mota negocia naming rights e cobertura do Barradão

Modernização das vias de acesso ao estádio ajudarão a atrair investidores

Publicado quarta-feira, 26 de julho de 2023 às 16:26 h | Autor: Marcello Góis
Estádio Manoel Barradas é a casa do Vitória
Estádio Manoel Barradas é a casa do Vitória -

Com a licitação para as obras de duplicação das Avenidas Artêmio Valente e Mário Sérgio, principais vias de acesso ao Barradão, o presidente Fábio Mota já mira a modernização do estádio. O mandatário do Vitória admitiu que já negocia os direitos de comercialização do nome da praça esportiva, o naming rights. Com isso, viabilizaria economicamente a cobertura Santuário Rubro-Negro.

O mandatário do Leão acredita que, com a melhoria nas vias de acesso ao Barradas, as empresas privadas terão interesse em investir numa ampla reforma do estádio. A meta é transformar o Barradão numa arena multiuso para shows e outros eventos. 

"Estamos em negociação já há uns três meses. A grande dificuldade que tínhamos era essa questão da mobilidade, tanto que quando fui ao governador e expliquei isso para ele. Além dessa obra resolver a mobilidade da região do estádio, ela possibilita que o investimento privado venha para o Barradão. Um dos entraves para transformar o Barradão em uma Arena, era a questão da acessibilidade", revelou Mota em entrevista à Rádio Sociedade. 

Com a modernização das Avenidas, Mota espera alinhar junto a prefeitura de Salvador a implantação do BRT, com linhas de acesso diretas ao estádio.

"Essa obra duplica [as vias] e dá a possibilidade de melhorar a mobilidade e também de trazer o transporte público. É uma negociação com a prefeitura de trazer o BRT até o estádio. Isso viabiliza o investimento privado, para que você deixe de ser apenas um estádio e passe a ser uma arena multiuso para shows e outros eventos. Essa obra é importante e vai nos ajudar muito. A ideia nossa é fazer a cobertura e fazer do Barradão uma Arena", explicou.

Questionado sobre uma possível saída do Barradão por conta das obras próximas ao Manoel Barradas, Mota enfatizou que o clube não pensa e jogar na Arena Fonte Nova e que o clube seguirá mandando seus jogos na sua casa.

"Não tem hipótese de a gente jogar na Fonte Nova. O nosso lugar é o Barradão. É lá que a gente tem o apoio da melhor torcida do Brasil. É com ela que a gente subiu da C pra B, e vai subir da B para A. As obras tem 60 dias para o processo licitatório e devem começar já no fim da Série B. E vamos dar um jeito para que gente continue jogando no Barradão. Não tem na nossa cabeça sair do Barradão esse ano, especificamente".

Porém, em caso de necessidade, Mota já teria um plano traçado.

"A gente pode ter a necessidade de sair do Barradão se realmente concretizar a venda do naming rights do estádio que a gente está negociando. Eu não escondo de ninguém. Se acontecer isso, precisamos fazer a reforma do estádio e aí sim, a gente vai sentar com calma para definir o que vai fazer. A nossa casa e o nosso lugar é o Barradão", concluiu.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS