“Me preparei 18 anos para um momento desses”, diz Edgard Montemor

Novo gestor de futebol foi apresentado nesta quinta-feira, 7, no CT Rubro-Negro

Publicado quinta-feira, 07 de julho de 2022 às 12:49 h | Atualizado em 07/07/2022, 12:49 | Autor: Marcos Valença
Novo diretor foi apresentado nesta quinta-feira
Novo diretor foi apresentado nesta quinta-feira -

Apresentado no CT Manuel Pontes Tanajura, o novo diretor de futebol do Vitória, Edgard Montemor Filho, falou sobre o momento e o motivo de ter aceito a proposta para comandar a equipe baiana na reta final da Série C do Campeonato Brasileiro.

“O que me fez aceitar a proposta é o tamanho do Vitória, a importância do Vitória. Nesses 18 anos de profissão, fiquei quase 13 no São Bernardo Futebol Clube. Muito desse período foi produção minha. Clube fundado do zero, participei de escolha de cor de camisa, escudo, nome do time. Algo que levo comigo como muito importante para o meu crescimento. Aprendi na prática. Tenho ambição, sempre quis chegar num clube grande. Vitória é de Série A, tem torcida de Série A, momentaneamente está na Série C. Não poderia não vir para o Vitória se me preparei 18 anos para um momento desses. Dificuldade vai ter em qualquer clube”, falou o novo gestor do Vitória.

Edgard é o terceiro responsável pelo futebol do clube na temporada. Antes de Montemor, Alex Brasil e Rodrigo Pastana ocupou o cargo. Na coletiva da última quarta-feira,6, o presidente do Vitória, Fábio Mota, disse que a função do gestor não é só contratar, e o novo contratado do Leão falou sobre isso.

“Executivo de futebol, uma das funções dele é o auxílio na montagem da equipe. Chego aí na reta final da Série C, a gente tem um prazo de contratações, a gente vai sentar, a saída do Pastana foi repentina. Clube e ele foram pegos de surpresa, minha chegada também. A gente vai analisar a possibilidade de reforços, se ainda há a possibilidade de trazer, o que pode ser feito para que a gente consiga nosso objetivo o objetivo, primeiro classificar entre os oito, depois buscar esse acesso, que é o objetivo do clube. Fora isso, sou um executivo bem simples. Sou um gestor de processos dentro do clube, encarregado de verificar se os processos estão funcionando. Entender processos, tirar alguns, colocar outros. Responsável também por fazer gestão de pessoas, essa é uma das funções que creio ser a mais importante. Num primeiro momento vou focar muito nessa gestão de pessoas”, comentou o novo gestor.

O Vitória é o décimo terceiro colocado, com 15 pontos conquistados, e busca se aproximar do G-8, hoje ocupado pelo Aparecidense, que possui 19, e está com três pontos a mais que o Ferroviário, primeiro time do Z-4 da Terceirona.

Publicações relacionadas