Torcida lota o Barradão, mas Vitória perde para o Criciúma na Série B | A TARDE
Atarde > esportes > E.C.Vitória

Torcida lota o Barradão, mas Vitória perde para o Criciúma na Série B

Rubro-Negro pressiona durante todo o segundo tempo, mas cria poucas chances efetivas

Publicado domingo, 11 de junho de 2023 às 19:57 h | Atualizado em 11/06/2023, 20:18 | Autor: Lincoln Oriaj
Wellington Nem parte para cima da marcação do Criciúma
Wellington Nem parte para cima da marcação do Criciúma -

O Vitória recebeu o Criciúma no Barradão, na noite deste domingo, em jogo pela 12ª rodada da Série B, e perdeu a terceira na competição. Mais de 29 mil presentes viram Fabinho marcar o único gol da partida, ainda no primeiro tempo. 

Com o resultado, o Vitória deixou a liderança da Série B, mas ocupa a segunda colocação com 25 pontos, um a menos que o Novorizontino, novo líder. Já o Criciúma, chegou a 23 e entrou no G-4.

O Vitória só volta a campo agora no dia 25 de junho, um domingo, às 18h. O adversário é o Guarani, e a partida da 13ª rodada da Série B será realizada no estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

O jogo

Jogando em casa e defendendo a liderança da Série B, o Vitória não conseguiu se impor nos primeiros minutos e teve dificuldades para chegar ao campo de ataque. Por outro lado, o Criciúma pareceu se adaptar mais rapidamente ao jogo e dominar a posse de bola. Tanto que, aos 14, Fabinho aproveitou sobra de bola na grande área após boa jogada com Marcelo Hermes e abriu o placar para os visitantes.

Cinco minutos depois, Arilson limpou a marcação e finalizou para o gol, mas Lucas Arcanjo espalmou para escanteio. Só a partir dos 20 minutos que o Vitória passou a ameaçar o Criciúma. Aos 25, após uma blitz no ataque, Zeca chegou finalizando de longe e a bola passou ao lado direito do goleiro Gustavo.

Aos 32, Osvaldo finalizou da grande área, a bola desviou na zaga e Tréllez cabeceou para o meio da área. Wellington Nem, que não estava esperando, não conseguiu tocar para o gol. Na sequência, aos 35, Osvaldo tenta novo chute, mas a bola vai por cima do gol.

O Criciúma respondeu no minuto 45, quando Claudinho recebeu cara a cara com Lucas Arcanjo e finalizou para fora. Já nos acréscimos, Rodrigo Andrade recebeu passe na ponta direita, evitou a saída e cruzou para Wellington Nem, que cabeceou fraco, nas mãos de Gustavo.

Segundo tempo

Léo Condé voltou do intervalo com duas substituições na equipe. Railan e Giovanni Augusto entraram nas vagas de Zeca e Zé Hugo, respectivamente. Do outro lado, Claudio Tencati não mudou jogadores, mas alterou o posicionamento de sua equipe que recuou e chamou o Vitória para cima.

E o Rubro-Negro foi, sem muita criatividade, mas com muita vontade. Aos 9, Wellington Nem encontrou Tréllez na área, mas o colombiano cabeceou nas mãos do goleiro Gustavo. No minuto seguinte, o próprio Wellington Nem tentou a finalização, mas a bola foi para fora.

O Vitória não sofria na defesa, já que o Criciúma abriu mão de atacar, mas também não levava muito perigo ao goleiro Gustavo. Osvaldo, um dos destaques da equipe na Série B, tentou bastante, mas errou praticamente tudo. O time de Léo Condé abusava das bolas cruzadas na área, mas os visitantes se defendiam muito bem.

A chance mais clara do empate aconteceu só aos 41, quando Osvaldo levantou na área e Wellington Nem subiu com liberdade, mas cabeceou para fora. Três minutos depois, Giovanni Augusto chutou de fora da área, Thiago Lopes se jogou na trajetória da bola, mas a bola foi pela linha de fundo. No fim, a torcida do Vitória que lotou o Barradão reconheceu a vontade da equipe e aplaudiu os jogadores.

Publicações relacionadas