Vitória perde para o Fortaleza e se complica na Copa do Brasil | A TARDE
Atarde > Esportes > E.C.Vitória

Vitória perde para o Fortaleza e se complica na Copa do Brasil

Leão terá difícil missão de vencer por quatro gols de diferença no duelo de volta para conseguir classificação

Publicado quarta-feira, 20 de abril de 2022 às 21:02 h | Atualizado em 20/04/2022, 23:35 | Autor: Luiz Teles
Romero (duas vezes) e Moisés marcaram para o Tricolor cearense
Romero (duas vezes) e Moisés marcaram para o Tricolor cearense -

A esperança da torcida do Vitória de ver seu time avançar às oitavas de final da Copa do Brasil foi bastante abalada na noite desta quarta-feira, 20, no Castelão. Sem conseguir frear em nenhum momento o forte ataque do Fortaleza ou oferecer perigo nos contra-ataques, o Leão foi derrotado por 3 a 0 na capital cearense e agora precisa de um triunfo de três gols de diferença, na partida de volta, dia 12 de maio, no Barradão, para seguir na competição.

>>Leia mais notícias sobre o Vitória

 

ge
 

O Rubro-Negro agora ‘vira a chave’ e volta a se concentrar na disputa da Série C, com jogo já neste domingo, às 18h, fora de casa, contra o Ypiranga-RS. A delegação retorna nesta quinta-feira, 21, para Salvador e tem pouco tempo para se preparar para o duelo e recuperar o moral abalado. 

“Nosso time está devendo. Oferecemos poucos danos à equipe deles. A gente joga uma Série C que é de tiro curto e a gente tem que se encontrar o quanto antes. Os únicos que podem dar a volta por cima somos nós”, desabafou o zagueiro Ewerton Páscoa após a partida.

O jogo

Sem nenhuma surpresa na estratégia de jogo ou na escalação, o Vitória entrou em campo com o claro objetivo de se defender do forte poderio ofensivo do Fortaleza, tentando aproveitar os contra-ataques. Contudo, a ideia do técnico Geninho de explorar a velocidade de Alisson Santos e a experiência de Trellez e Jadson na transição rápida praticamente não funcionou, sucumbindo à maior qualidade técnica do elenco adversário, que controlou a partida como quis nos 45 minutos iniciais.

A maior frustração da torcida foi ver que nem sequer a receita defensiva do Leão ofereceu o mínimo esperado de resistência. Mesmo com três zagueiros e o time atuando com linhas baixas, desde os primeiros minutos o Fortaleza encontrava espaços para criar e pressionar. 

Assim nasceu o primeiro gol, quando Lucas Lima passou com facilidade por Mateus Moraes e chuta de perna direita para boa defesa de Lucas Arcanjo. Contudo, no rebote, o argentino Silvio Romero cabeceou por cobertura, aos 16 minutos.

Coube ao próprio Romero ampliar a diferença, numa falha clamorosa de posicionamento do Vitória em escanteio. Após o cruzamento, Benevenuto cabeceou duas vezes, uma para cima e outra para o lado, ajeitando para o centroavante, totalmente livre, chutar forte sem defesa para Lucas Arcanjo.

O duelo seguiu controlado pelo Fortaleza, que seguia criando, mesmo sem forçar. Somente aos 41, o Leão chegou com perigo em contra-ataque, mas Benevenuto foi rápido e bloqueou o chute de Trellez, na entrada da área. No fim da primeira etapa, os números deixaram evidente a impotência do Vitória no Ceará, com 62% de posse de bola para o Fortaleza, que teve 11 x 3 em finalizações.

Geninho trocou Trellez por Jefferson Renan no intervalo e a história do jogo até poderia ter sido diferente, caso Jadson tivesse um pouco mais de sorte na falta perigosa que cobrou logo aos 4 minutos, com a bola explodindo no travessão. Contudo, a virada de página do Rubro-Negro na partida ficou mesmo neste lampejo ofensivo.

Recuperado do susto, o Fortaleza voltou a controlar o duelo e a rondar a área do Leão com passes rápidos e viradas de bola. O terceiro gol parecia uma questão de tempo e saiu aos 26, desta vez com Moisés, de cabeça, aproveitando cruzamento da direita de Romarinho, em jogada de dois atletas que renovaram o fôlego da equipe na etapa final. 

FICHA TÉCNICA:

Fortaleza x Vitória - Jogo de ida da 3ª fase da Copa do Brasil

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)

Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade e Lucas Costa Modesto (ambos do DF)

Gols: Silvio Romero (duas vezes) e Moisés (Fortaleza)

Fortaleza - Max Walef; Ceballos, Marcelo Benevenuto e Titi; Pikachu (Ronald), Matheus Jussa (José Welison), Lucas Crispim, Lucas Lima (Romarinho) e Felipe (Hércules); Moisés e Silvio Romero (Renato Kayser). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

Vitória - Lucas Arcanjo; Daniel Bolt (Alemão), Rafael Ribeiro, Ewerton Páscoa, Mateus Moraes e Iury; João Pedro, Léo Gomes (Eduardo) e Jadson (Dinei); Tréllez (Jefferson Renan) e Alisson Santos (Roberto). Técnico: Geninho.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS