Vitória sai atrás, esboça reação, mas cai para o Remo na estreia | A TARDE
Atarde > Esportes > E.C.Vitória

Vitória sai atrás, esboça reação, mas cai para o Remo na estreia

Na abertura da Terceirona, o Rubro-Negro leva 2 a 1 no gramado encharcado do Baenão

Publicado sábado, 09 de abril de 2022 às 16:46 h | Atualizado em 09/04/2022, 21:39 | Autor: Daniel Dórea e Redação
Em gramado castigado pela chuva, os paraenses mostraram melhor adaptação para sair com o triunfo
Em gramado castigado pela chuva, os paraenses mostraram melhor adaptação para sair com o triunfo -

É duro chegar a esta contatação, mas o fato é que o Vitória perdeu na estreia da Série C, na tarde deste sábado, e isso surpreendeu um total de zero pessoa. Em fase crítica nos últimos anos, acentuada com a queda à Terceirona em 2021 e com a quarta eliminação consecutiva na primeira fase do Baiano na edição deste ano, o Leão levou 2 a 1 do Remo, fora de casa.

>>Veja tabela de classificação e jogos da Série C

 

Jon Premium
 

Num gramado castigado pela chuva, os paraenses mostraram melhor adaptação e deram sequência à recuperação que vem desde a queda na Série B, junto com o Vitória. Depois disso, foram campeões da Copa Verde e do Estadual.

O próximo desafio do Rubro-Negro na Série C é no sábado que vem, no Barradão, contra o Floresta. Antes, visita o Fortaleza, na quarta-feira, pela terceira fase da Copa do Brasil..

Típico de Série C

Dezesseis anos depois de sua única passagem pela Série C, o Vitória viveu neste sábado uma experiência típica de divisões inferiores do futebol brasileiro. Estádio pequeno (o Baenão tem capacidade para menos de 15 mil pessoas), gramado prejudicado e enlamaçado pela forte ação das chuvas em Belém e jogo resolvido muito mais na raça, na vontade, do que na condição técnica. 

>>Leia mais notícias sobre o Vitória

No início da partida, a situação era impraticável. Com o enorme número de poças, era impossível trabalhar a bola pelo chão. Sendo assim, com o pântano que se formou no campo, a melhor opção era explorar a bola aérea. E foi o que o Remo, bem mais acostumado com o clima amazônico, fez logo aos nove minutos, numa ótima chance em cobrança de falta lateral. Marlon cruzou, a zaga desviou e a bola atravessou perigosamente a área.

Um minuto depois, os paraenses tentaram outra alternativa plausível para o cenário que se apresentava: finalização de fora da área. E deu certo de primeira. Leonan pegou uma sombra e balançou a rede com uma bomba de direita.

Não exatamente baqueado pelo gol sofrido, o Vitória tentava se encontrar num ambiente inóspito. Até começou a se assanhar mais após se ver em desvantagem no placar, mas ainda buscava em demasia as tabelas pelo chão, quando o jogo pedia soluções mais objetivas. Aos 24 minutos, vieram tentativas consecutivas de lançamentos à área até a bola sobrar para Tréllez, que girou bem, mas chutou fraco, em cima do goleiro.

Já aos 26, o Leão mostrou já ter um entendimento melhor do que precisava fazer. Em uma cobrança de falta de Salomão que veio ainda do campo de defesa, o rebote ficou com Roberto na entrada da área. Ele bateu com relativo perigo. Foi só o que a equipe baiana conseguiu no primeiro tempo.

Na segunda etapa,  com o gramado menos alagado pela trégua que a chuva ofereceu, o Leão acelerou o ritmo. Aos cinco minutos, Eduardo soltou o pé de muito longe. O goleiro pegou em dois tempos.

Parecia um bom sinal, mas o Vitória se apagou. E a partida ficou por um bom tempo sem nenhum brilho até, já na metade final da etapa, o Remo voltar a se aproximar do gol em cabeçadas de Felipe Gedoz e Brenner. Lucas Arcanjo salvou.

Aos 30, o Leão que parecia morto arriscou uma blitz. Mas parou no arrojo do goleiro Vinícius. Primeiro, ele defendeu chute de Luidy. Na sequência, saiu-se ainda melhor na cabeçada de Ewerton Páscoa e no chutaço de fora de Alemão.

O novo sinal de reação foi interrompido com o pênalti grosseiro cometido por Iury, num carrinho em Neto. Brenner cobrou e ampliou a vantagem do Remo aos 41.

Jogo resolvido? Quase. Logo depois, aos 43, Alisson Santos marcou seu primeiro gol como profissional ao completar chute torto de João Pedro e reacendeu a esperança rubro-negra, que durou sómais sete minutos até o apito final.

REMO 2x1 VITÓRIA - 1ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE C

LOCAL: Estádio Banpará Baenão, em Belém (PA), às 17h

GOLS: Leonan, aos 10 minutos do 1º tempo; Brenner (pênalti), aos 41, e Alisson Santos, aos 43 do 2º tempo

ÁRBITRO: Yuri Elino Ferreira da Cruz (RJ)

ASSISTENTES:  Daniel de Oliveira Alves Pereira (RJ) e Gustavo Mota Correia (RJ)

CARTÕES AMARELO: Eduardo (Vit), Salomão (Vit), Alemão (Vit)

REMO - Vinícius; Ricardo Luz, Daniel Felipe, Marlone e Leonan; Paulinho Curuá, Uchôa, Marciel e Rodrigo Pimpão. Bruno Alves e Brenner. T:Paulo Bonamigo.

VITÓRIA - Lucas Arcanjo; Rafael Ribeiro, Ewerton Páscoa, Mateus Moraes e Alemão; João Pedro, Eduardo, Alan Santos e Salomão; Tréllez e Roberto. T: Geninho.


Publicações relacionadas

MAIS LIDAS