Vitória sai atrás, mas reage e busca empate com o Criciúma

Publicado terça-feira, 15 de outubro de 2019 às 18:45 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Alex Torres*

O Vitória arrancou um empate valioso na noite desta terça-feira, 15, contra o Criciúma, no Heriberto Hülse. Após sair atrás do placar, o Rubro-Negro reagiu, buscou a igualdade em 1 a 1, e se manteve fora da zona de rebaixamento da Série B por mais uma rodada. O gol do time da casa foi marcado pelo zagueiro Sandro. O meia Felipe Gedoz deixou tudo igual para o Leão.

>>Veja tabela de classificação e jogos da Série B

Com o resultado, o Vitória chegou ao quatro jogo sem perder e permaneceu na 15ª posição da tabela de classificação, com 33 pontos. Já o Criciúma segue no Z-4, em 18º lugar, com 29 pontos.

Depois de duas partidas longe de casa, os comandados de Geninho retornam à capital baiana, onde enfrentam na sexta-feira, 18, às 21h30, no estádio do Barradão, o time do Londrina, em confronto válido pela 30ª rodada.

O jogo

Com o intuito emplacar a terceira vitória consecutiva, o time do Vitória até começou melhor na partida, trocando mais passes e chegando ao gol do goleiro Bruno Grassi em duas oportunidades. Logo no primeiro minuto, o lateral Thiago Carleto cobrou falta com muito veneno e exigiu a defesa do arqueiro catarinense.

Na sequência, após uma blitz rubro-negra nos 10 minutos iniciais, o Tigre começou a subir suas linhas e tentar mudar o rumo da partida, impedindo o avanço da equipe baiana,  que errava muitos passes. Com isso, a resposta veio com jogada aérea. Após cruzamento de Marlon, o atacante Léo Gamalho, de cabeça, fez o goleiro Martin Rodríguez aparecer para impedir o primeiro tento da partida.

Aos 20 minutos, o Criciúma subiu mais uma vez, Wesley mandou a bola na área e exigiu a antecipação do arqueiro uruguaio para afastar o perigo. Perdido na partida, o Vitória começou a apostar nas ligações diretas, tentando encontrar a velocidade de Jordy Caicedo, autor de quatro dos seis últimos gols do Leão. No entanto, todas as tentativas foram sem sucesso.

Devido às inúmeras perdas de posse de bola, o Criciúma passou a dominar amplamente a partida, chegando sempre com perigo pelas laterais, principalmente com o lateral-esquerdo Marlon. Assim, aos 32, após mais uma bola levantada na área rubro-negra, Thales ajeitou de cabeça, e o zagueiro Sandro empurrou para o fundo do gol. 

Se a situação já não era boa para o Leão, o time se abateu ainda mais após o gol sofrido. Antes do fim da primeira etapa, Martin Rodríguez ainda viu a bola explodir no travessão, após boa cobrança de falta do meia catarinense Daniel Costa.

Para a segunda etapa, Geninho percebeu a necessidade de mudar. Por isso, o treinador resolveu queimar duas substituições ainda no intervalo: saíram Lucas Cândido e Felipe Garcia para as entradas de Eron e Romisson. 

O segundo tempo começou parecendo uma reprise do primeiro. Novamente no primeiro minuto, Thiago Carleto arriscou na cobrança de falta de muito longe, a bola saiu com muito efeito e exigiu a defesa de Bruno Grassi. A 'mina de ouro' do Vitória estavam sendo as bolas paradas. E, aos 12, Carleto tenta outra vez de longe e a bola chegou a beliscar o travessão do goleiro catarinense.

Com a bola rolando, o time do Vitória ainda tinha dificuldade em criar, apesar de Felipe Gedoz aparecer constantemente como opção na distribuição do jogo no meio-campo. E, aos 20, o camisa 10 foi decisivo para o Leão. Após Jordy Caicedo sofrer falta na entrada da área, Gedoz se apresentou na cobrança e mandou com perfeição para o fundo das redes, empatando a partida. 

Mesmo com o gol, o Vitória seguia errando muitos passes e permitindo o avanço do Criciúma. No entanto, a defesa do Leão mostrou bastante consistência e conseguiu anular as principais jogadas do time da casa. Antes do fim, aos 37, Martin Rodríguez ainda fez grande defesa em finalização de Reinaldo. 

  •  

*Sob a supervisão do editor Nelson Luis

Publicações relacionadas