Vitória vence o São José-RS e se aproxima do pelotão da frente

Contra o São José-RS Leão chegou a segunda vitória consecutiva

Publicado domingo, 10 de julho de 2022 às 19:17 h | Atualizado em 10/07/2022, 19:33 | Autor: Celso Lopez
Vitória fora de casa faz Rubro-Negro chegar a três jogos de invencibilidade
Vitória fora de casa faz Rubro-Negro chegar a três jogos de invencibilidade -

A partida deste domingo, 10, entre São José-RS e Vitória surpreendeu ambas as torcidas. No triunfo de 2 a 1 para a equipe rubro-negra, não só a invencibilidade do Zequinha dentro do Passo d’Areia caiu como o Leão ainda emendou a segunda vitória seguida. Com o resultado, o time baiano se afastou do Z-4 e encostou de vez no G-8 da Terceira Divisão.

Apesar de jogar bem, o Rubro-Negro foi controlado na maior parte do tempo, porém foi mais efetivo e saiu com os três pontos de Porto Alegre.

Montanha-russa do Leão

O torcedor do Vitória ainda não se acostumou com a montanha-russa de emoções que a equipe rubro-negra proporciona. De finalização com 20 segundos de partida, até a euforia do gol, a preocupação com a falta de posse de bola e a tristeza com o empate sofrido. O primeiro tempo foi quase um espelho da campanha do time na Série C, instável.

Aos 23 segundos, a equipe visitante arriscou um chute de muito longe, mas sem grande perigo. Daí não daria para saber o que aconteceria em toda a primeira etapa, mas traduziu bem o que aconteceria nos próximos minutos. Em falta aos 4 minutos, Tréllez acabou com a bola na grande área, fez o corte para a esquerda e finalizou, mas Fábio Rampi apareceu pela primeira vez e defendeu.

Enquanto isso, o São José tentava responder, e até trocava bons passes na entrada da área, mas sempre era travado pelo setor defensivo adversário. Do outro lado, mais pressão. Rafinha arriscou um chutaço de fora da área e Rampi fez uma bela defesa, na sobra, Luidy também finalizou, e o arqueiro Fábio salvou novamente.

Depois de tanta insistência, o Leão finalmente balançou as redes. A zaga do São José deu mole e Eduardo achou Rafinha sozinho, na cara do gol, para o atacante só tirar com categoria e vencer Rampi.

Os próximos minutos foram tensos para o torcedor rubro-negro, que viu seu time sofrer uma grande pressão do mandante e não conseguir sair com a bola dominada. Aos 27’, Sillas chegou na linha de fundo e conseguiu o cruzamento, mas a bola passou por todo mundo. Até aí, o São José não finalizava, mas ainda assim ficava com a bola.

Já aos 34 minutos, o Zeca teve uma falta na entrada da área e finalmente foi efetivo. Marcelo cavou na segunda trave e Jadson, de costas, conseguiu desviar a direção da pelota em direção ao gol. Empate de um jogo muito equilibrado. 

Para fechar, já aos 47’, o São José teve outra falta. Crystopher tentou surpreender e bateu direto, mas a bola passou longe do gol.

Roteiro parecido

A segunda etapa não foi muito diferente da primeira em relação ao controle do jogo. Na maior parte do tempo, o São José teve a posse e controlou as ações da partida, mas, novamente, não chegou a levar grande perigo ao gol do arqueiro Dalton.

Por sua vez, o Vitória não chegou tanto, mas foi tão efetivo quanto no primeiro tempo e saiu com o triunfo.

Nos primeiros minutos, até que o mandante assustou. Aos 4’, Gabriel Lima saiu da marcação e arriscou de fora da área para quase balançar as redes, mas Dalton fez bela defesa. 

No minuto seguinte, Sillas também tentou de fora, com efeito, porém Dalton salvou o Rubro-Negro novamente.

Depois disso, o jogo ficou morno, até uma cena muito parecida ocorrer de novo. Alan Santos lançou e a zaga cortou errado aos 10 minutos. Tréllez correu e conseguiu dar uma cavadinha por cima, na saída do goleiro Rampi, para fazer um golaço. Com a vantagem no placar, o Vitória se fechou e a partida ficou sem grandes oportunidades.

No fim, já aos 51’, Biteco cobrou falta na entrada da área, mas a bola foi por cima. Fim de jogo e três pontos merecidos para o Leão.

Publicações relacionadas