Estádio de Pituaçu terá eventos em sequência no primeiro semestre | A TARDE
Atarde > Esportes

Estádio de Pituaçu terá eventos em sequência no primeiro semestre

Gramado da tradicional praça esportiva passou por reforma

Publicado sexta-feira, 22 de março de 2024 às 18:38 h | Atualizado em 22/03/2024, 19:07 | Autor: Da Redação
Estádio Metropolitano de Pituaçu, em Salvador
Estádio Metropolitano de Pituaçu, em Salvador -

O Estádio Metropolitano de Pituaçu está preparado para uma maratona de eventos. Somente no primeiro semestre de 2024, a praça esportiva vai abrigar jogos do Campeonato Baiano Sub-20, que conta com seis equipes mandantes, e Campeonato Brasileiro da Série D, com Itabuna e Jacuipense em atividade, além das partidas do Campeonato Brasileiro Feminino Série A2.

Para aguentar a carga de jogos das equipes baianas de basee profissional, Pituaçu passou por uma importante reforma com gramado totalmente natural. De acordo com Fernando Cardoso, engenheiro agrônomo da Sudesb, o processo de manutenção é minucioso e requer alguns cuidados.

“Fizemos a descompactação e aeração para oxigenar bem o campo. É a operação de manutenção mais cara para os campos de grama natural. Nele, descompactamos com pinos ocos porque o gramado fica compactado pelo intenso pisoteio. Quando furamos, retiramos partes do solo, da grama e do thatch (restos de folhas cortadas ou em decomposição) ao mesmo tempo em que favorecemos a entrada de oxigênio nos pontos furados pelos pinos cilíndricos, o que favorece o desenvolvimento das plantas”, explica.

Ainda segundo o profissional, no período de férias, quando não tem competições em andamento, o cuidado com o gramado é ainda maior. 

“Fazemos uma sequência frequente de cortes helicoidais e verticais para eliminar os estolões a fim de se obter um gramado mais leve e com melhor jogabilidade. Nós precisamos ter a grama brotando e não enramada. Além disso, fizemos o combate às ervas invasoras, que ocorrem com intensidade no gramado por conta também da vizinhança da exuberante vegetação do Parque de Pituaçu. Para finalizar, entramos com as adubações, inclusive com uma técnica inovadora no país por meio do processo natural de remineralização com pó de rocha”, declarou.

O diretor-geral da Sudesb, Vicente Neto, celebra os eventos programados para Pituaçu no primeiro semrestre. Ainda assim, é provável que o time femininodo Vitória jogue no estádio pelo Brasileiro Feminino A3 e as equipes soteropolitanas do Galícia, Leônico e SSA atuem no Campeonato Baiano de Futebol Masculino Série B.

“O campo já está mais que preparado para um primeiro semestre de muito futebol, com equipes profissionais, de base e até amadoras masculinas e femininas. Esse é um dos equipamentos esportivos mais utilizados para o futebol no estado e no país que segue com a qualidade de sempre por causa da manutenção de nossa equipe qualificada. Aqui tem o apoio e o fomento ao futebol estadual, inclusive sediando eventos como a Copa Indígena de Futebol no ano passado”, cita o gestor.

Publicações relacionadas