Ex-tenista ucraniano volta a Kiev para luta armada contra Rússia

Alexandr Dolgopolov anunciou o retorno ao seu país nesta quarta-feira

Publicado quarta-feira, 16 de março de 2022 às 20:05 h | Atualizado em 16/03/2022, 20:05 | Autor: AFP
Ex-tenista publicou uma foto usando colete à prova de balas, capacete e um fuzil
Ex-tenista publicou uma foto usando colete à prova de balas, capacete e um fuzil -

O ex-tenista ucraniano Alexandr Dolgopolov, de 33 anos, anunciou nesta quarta-feira, 16, que voltou ao seu país para participar da luta armada de sua cidade natal, Kiev, contra a ofensiva do exército da Rússia.

“Olá, Kiev. Estou de volta para ajudar como puder e defender nosso país”, escreveu Dolgopolov em sua conta no Instagram.

No Twiter, o ex-tenista publicou uma foto usando colete à prova de balas, capacete e um fuzil, com o texto: “Antes eram raquetes e cordas, agora é isso”.

'The Dog', como é chamado nas redes sociais, também denunciou que as forças russas "atacam famílias desarmadas e estupram as mulheres".

Dolgopolov se une assim a outro ex-tenista ucraniano, Sergiy Stakhovsky, de 36 anos, que também voltou a Kiev para defender a Ucrânia da invasão russa, assim como outras personalidades esportivas do país.

Vitali Klitschko, lenda do boxe ucraniano e prefeito de Kiev, também participa da luta armada, assim como seu irmão Vladimir, também ex-pugilisa e durante muito tempo campeão mundial dos pesos pesados.

Publicações relacionadas