Leonardo confirma Pochettino no PSG e desmente contatos com Zidane

Publicado sexta-feira, 26 de novembro de 2021 às 17:05 h | Atualizado em 26/11/2021, 17:12 | Autor: AFP

O diretor esportivo do Paris Saint-Germain, Leonardo, confirmou esta sexta-feira, 26, à AFP a continuidade do técnico Mauricio Pochettino, e acrescentou que Zinedine Zidane não foi sondado para substituí-lo.

"Acho importante esclarecer a situação devido à quantidade de informações falsas que circulam. Pochettino tem contrato até 2023", disse Leonardo.

"Não queremos que ele vá embora. Ele nunca pediu para sair e nenhum clube nos contactou sobre ele. Temos muito respeito por Zinedine Zidane, pelo que ele fez como jogador e treinador, mas posso afirmar muito claro que não houve contato e que não encontramos com ele", explicou o dirigente brasileiro.

O jornal Le Parisien publicou na primeira página nesta sexta-feira um "encontro secreto" entre a diretoria do PSG e Zidane, afirmando que as negociações tinham começado "várias semanas antes".

O jornal cita uma reunião no início de novembro no Royal Monceau, um hotel parisiense, ao qual "pelo menos" Leonardo e Jean-Claude Blanc, o gerente geral do clube, teriam comparecido.

"É ridículo imaginar que um encontro com Zinedine Zidane pudesse ter sido realizado em um grande hotel, em Paris, aos olhos de todo o mundo”, comentou Leonardo.

'Não sou um menino'

Há vários dias, alguns meios de comunicação publicam a possibilidade de Pochettino voltar à Inglaterra e ser substituído por Zidane.

A imprensa britânica relaciona a demissão de Ole Gunnar Solskjaer do Manchester United no último domingo com a possível chegada do argentino, que conhece muito bem a Premier League depois de ter dirigido o Southampton e o Tottenham.

Na terça, véspera de perder por 2 a 1 para o City em Manchester na Liga dos Campeões, 'Poche' desmentiu o interesse dos 'Red Devils'.

"Não sou um menino. Passei a vida inteira jogando futebol. Treino há mais de doze anos. Estamos acostumados com os boatos no futebol. Sei muito bem como isso funciona, às vezes de forma positiva, às vezes de uma forma negativa. Não deixo que essas coisas me distraiam. Os boatos estão aí, você tem que conviver com isso", disse ele.

"Não vou falar (dos boatos) por respeito ao meu clube e ao outro clube. Não é meu problema o que está acontecendo nesse outro clube. Estou focado no PSG", insistiu.

"Estou muito feliz no PSG. Fui jogador aqui, adoro o clube, a sua torcida. É um momento fantástico estar aqui", reiterou.

O PSG joga no domingo fora de casa contra o Saint-Etienne, pela 15ª rodada do campeonato francês.

Publicações relacionadas