adblock ativo

Mais um ouro! Brasil bate Espanha e é bicampeão olímpico no futebol masculino

Publicado sábado, 07 de agosto de 2021 às 10:57 h | Atualizado em 07/08/2021, 11:10 | Autor: Da Redação e AFP
Brasil conquista o segundo ouro olímpico no futebol| Foto: Loic Venance | AFP
Brasil conquista o segundo ouro olímpico no futebol| Foto: Loic Venance | AFP -
adblock ativo

O Brasil venceu a Espanha na prorrogação e sagrou-se bicammpeão olimíco no futebol masculino pela segunda vez seguida, na Olimpíada de Tóquio, no Japão. A primeira vez tinha sido nas Olimpíadas do Rio, em 2016. Os gols foram de Matheus Cunha, no primeiro tempo e Malcon, na segunda etapa.

>> Quadro de medalhas de Tóquio 2020

O primeiro tempo foi complicado, com a seleção brasileira teve oportunidade de abrir o marcador com um pênalti, mas Richarlison bateu muito mal e não conseguiu marcar, porém nos acrescimos da primeira etapa de jogo, Matheus Cunha bateu e marcou o primeiro da partida.

No segundo tempo aos 14 minutos Mikel Oyarzabal marcou para a Espanha e deixou tudo igual no placar. E o time brasileiro perdeu a vantagem conquistada no primeiro tempo da partida. Com as mudanças efetuadas pelo técnico espanhol a equipe adversaria se tornou mais ofensiva e levou grande risco para a seleção brasileira que precisou correr atrás para se defender e ainda criar oportunidades. O tempo regulamentar chegou ao fim com 1 a 1 no marcador e a partida foi para a prorrogação.

No segundo tempo da prorrogação o Brasil conseguiu marcar, depois de uma excelente jogada Malcom mandou para o fundo da rede e colocou o Brasil de volta na vantagem e marcou 2 a 1 para a equipe canarinho.

O veterano lateral Daniel Alves (38 anos), que deu o passe para o gol de Matheus Cunha, soma mais um título a sua carreira impressionante: com 43 conquistas ele continua sendo o jogador com o maior número de taças na história do futebol.

O Brasil, que por muitos anos sonhou com o ouro olímpico, único título que faltava para a seleção que tem mais conquistas de Copa do Mundo (5), agora acumula vitórias seguidas, nos Jogos Rio-2016 e Tóquio-2020.

O Brasil disputou sua quinta final olímpica. Em Los Angeles-1984 perdeu por 2 a 0 para França e quatro anos depois, em Seul-1988, foi derrotado pela ex-União Soviética (2-1). Em Londres 2012 foi superado pelo México (2-1), até vencer na Rio-2016 a Alemanha por 5-4 nos pênaltis, após o 1 a 1 no tempo normal.

Além disso, o país também conquistou o bronze no futebol masculino nos Jogos de Atlanta-1996 e Pequim-2008.

A vitória no futebol foi a terceira medalha de ouro do Brasil somente no sábado, em Tóquio, após as conquistas de Isaquias Queiroz na canoagem (C1 1000 metros) e de Hebert Conceição no boxe (peso médio).

O país tem 19 medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio até o momento, sete de ouro, quatro de prata e oito de bronze. Mas a conta vai aumentar, pois no domingo o Brasil está em mais duas finais: Bia Ferreira encara a irlandesa Kellie Anne Harrington na final do peso leve do boxe e seleção feminina de vôlei enfrentará os Estados Unidos.

Com estes números, o Brasil já igualou o maior número de ouros em uma única edição de Olimpíada (sete na Rio-2016) e supera o número de medalhas (19 também nos Jogos Rio-2016)

adblock ativo

Publicações relacionadas