adblock ativo

Seleção masculina de futebol terá revanche pelo ouro

Publicado quarta-feira, 17 de agosto de 2016 às 23:41 h | Atualizado em 17/08/2016, 23:44 | Autor: Luiz Teles l Enviado especial ao Rio de Janeiro
Neymar
Neymar -
adblock ativo

O Brasil superou toda desconfiança que rondava a equipe após um início ruim na Rio-2016. Na tarde desta quarta-feira, 17, em um Maracanã lotado, o time comandado pelo baiano Rogério Micale não tomou conhecimento da seleção de Honduras e goleou o adversário por 6 a 0, com gols de Neymar (2), Gabriel Jesus (2), Marquinhos e Luan, classificando-se para a final contra a Alemanha, que bateu a Nigéria por 2 a 0, em São Paulo.

A final, que acontece no sábado, 20, às 17h30, novamente no Maracanã, será a 4ª do país em um torneio olímpico de futebol masculino. O Brasil, contudo, ainda busca a inédita medalha de ouro. Às 13h, Honduras jogará pelo bronze contra a Nigéria, no Mineirão.

O fantasma de enfrentar novamente a Alemanha no Brasil, após o fatídico 7 a 1 na Copa do Mundo, não parece afetar o técnico Rogério Micale, que deu a entrevista coletiva antes de saber quem seria seu adversário na final.

"Nós vamos tratar a final como estamos fazendo. Sabemos dessa pressão desde o início, pois o que nos interessa culturalmente é o ouro, por ser inédito. Não faltará luta e entrega. Nosso futebol é de qualidade, mas de muita transpiração também. Estamos jogando juntos, como grupo. Motivo que nos leva à esperança que podemos conquistar este sonho", prometeu Micale, que analisou a Alemanha. "É uma seleção que tem como ponto forte o conjunto, joga junto há anos e vem subindo junta em todas as categorias de base".

Estado bate recorde

Além da vaga na decisão, o triunfo da Seleção fez a Bahia quebrar um recorde nesta edição dos Jogos. Com o volante Walace (leia a minientrevista com ele ao lado), titular há três rodadas, o estado pela primeira vez sairá de uma Olimpíada com medalhas em mais de dois esportes (em Atlanta-1996 e Atenas-2004, faturou o pódio no vôlei de praia e no futebol).

Com a prata de Isaquias Queiroz na canoagem e o ouro de Robson Conceição no boxe, a marca sobe para três.

Com a medalha garantida para o país, o Brasil se isolou como maior medalhista da modalidade entre os homens, com seis pódios, deixando a Hungria para trás.

O jogo

O Brasil não deu tempo para surgirem sinais de desconfiança no Maracanã. Enquanto muitos torcedores ainda se acomodavam nas arquibancadas, Neymar pressionou a saída de Honduras, forçando o erro de Palacios, ficando livre na área para marcar logo aos 14 segundos.

Sem ser incomodado pelo modesto adversário, o Brasil ampliou aos 25, com Gabriel Jesus, que fez também o 3º gol, aos 34, com assistência de Neymar.

Eufórico, no intervalo o público antecipava a final: "Ô, Alemanha, pode esperar! A sua hora vai chegar!". Com esse ambiente, a Seleção rapidamente goleou. Aos 5 do 2º tempo, Neymar cobrou escanteio e Marquinhos fez 4 a 0.  Aos 33, após um cruzamento rasteiro da esquerda, Luan empurrou para o gol aberto. Já nos acréscimos, Luan foi derrubado por Palacios dentro da área, e Neymar fechou a contagem.

<GALERIA ID=20675/>

adblock ativo

Publicações relacionadas