adblock ativo

Palmeiras estreia no Paulistão com base mantida e teste no ataque

Publicado domingo, 20 de janeiro de 2019 às 06:20 h | Atualizado em 19/11/2021, 09:32 | Autor: Ciro Campos | Estadão Conteúdo
adblock ativo

Um Palmeiras praticamente com versão 2018 inicia a temporada 2019 neste domingo, em Campinas, contra o Red Bull Brasil, pela primeira rodada do Campeonato Paulista. A partir das 19 horas o atual campeão brasileiro inicia o calendário de partidas oficiais disposto a manter o alto nível das atuações do ano passado e encontrar um substituto no ataque para Willian, que está machucado.

O técnico Luiz Felipe Scolari testou três formações diferentes durante as atividades e os dois jogos-treino da pré-temporada. A tendência é o Palmeiras iniciar em Campinas com a base do time campeão brasileiro e mais a presença de Felipe Pires. O atacante emprestado pelo Hoffenheim, da Alemanha, é quem foi mais testado como ponta pela direita.

O jogador de 23 anos jamais atuou profissionalmente no Brasil e ganha chance depois de quatro anos no futebol da Alemanha e da Áustria. Curiosamente, o Red Bull Brasil é o time onde ele fez categoria de base e o possibilitou a se transferir para a Europa graças ao intercâmbio com o Red Bull Salzburg. "É normal não me conhecerem. Eu saí muito cedo. Recebi muitas perguntas da torcida sobre quem eu sou. Isso me motiva e me dá forças para mostrar o meu futebol", disse.

O novato é o favorito para substituir Willian, afastado para se recuperar de uma cirurgia no joelho direito. Felipe Pires deve ser o único reforço a estrear no Palmeiras já neste primeiro jogo do ano. Além dele, protagonistas do título brasileiro como Lucas Lima, Weverton, Deyverson e Dudu devem ser escalados para esse primeiro compromisso.

A preparação palmeirense na pré-temporada foi misteriosa. Felipão comandou poucos treinamentos abertos à imprensa e os dois jogos-treino foram fechados também. Nos testes a equipe bateu o Comercial por 1 a 0 e empatou em 1 a 1 com o Osasco Audax. Como titular em um desses jogos, desponta como favorito a começar o ano no time principal.

A posição dele foi a principal preocupação do Palmeiras para 2019. Felipão pediu à diretoria a contratação de mais jogadores de velocidade para jogar pelos lados do campo, apelo atendido com a vinda do próprio Felipe Pires e também de Carlos Eduardo, que não foi inscrito no Paulista. O clube tentou encontrar algum reforço com o estilo de Keno, negociado em junho ao futebol do Egito.

O primeiro adversário do Palmeiras em 2019 tem um elenco experiente. Comandado pelo técnico Antônio Carlos Zago, ex-zagueiro, o Red Bull Brasil tem no time o goleiro Júlio César (ex-Corinthians) o zagueiros Xandão (ex-São Paulo) e o atacante Ytalo (ex-São Paulo).

"Será a primeira vez que terei a oportunidade de disputar o Paulista e sei que é o campeonato mais competitivo do Brasil. Não tem nenhum jogo fácil e poder estrear contra o Palmeiras, o atual campeão Brasileiro, nos motiva, ainda mais, para iniciarmos o torneio com uma boa apresentação", disse o zagueiro Léo Ortiz, reforço que veio do Inter.

Mas o investimento nos jogadores foi bem menor do que nos anos anteriores. A principal aposta é no técnico Antônio Carlos Zago, multicampeão com o Palmeiras nos tempos de zagueiro. O treinador não poderá contar com Xandão, ainda sem ser inscrito, mas já indicou como iniciará a partida.

O treinador parece apostar em um esquema ofensivo, com três atacantes - Osman, Roberson e Ytalo - com Barreto, Uillian Correia e Everton no meio de campo. No gol, Júlio César deve ser o principal líder da equipe. "Vamos pegar uma pedreira já na largada do Paulistão. Mas nosso time está bem preparado", afirmou Zago.

Mas esta vantagem de atuar em casa não vai existir nesta estreia. Sem torcida, a diretoria do Red Bull Brasil abriu a maior parte do estádio para os palmeirenses. A expectativa é de casa cheia com a venda dos 12 mil ingressos colocados à venda.

adblock ativo

Publicações relacionadas