Thiago Paulino é ouro e Marco Aurélio bronze no arremesso de peso

Publicado sexta-feira, 03 de setembro de 2021 às 11:56 h | Atualizado em 03/09/2021, 11:58 | Autor: Agência Brasil

O paulista Thiago Paulino foi o melhor competidor na prova de arremesso de peso da classe F57 (cadeirante) e conquistou, nesta sexta-feira, 3, medalha de ouro na Paralimpíada de Tóquio. O Brasileiro, que também é o atual campeão mundial, cravou 15,10 metros no Estádio Olímpico de Tóquio, na capital japonesa.

O pódio também teve a presença de outro compatriota de Thiago. O paulista Marco Aurélio Borges fez o terceiro melhor arremesso, 14,85 metros e levou, aos 43 anos, a primeira medalha de bronze em paralimpíadas. Já a prata ficou o chinês Guoshan Wu (15,0 metros).


A medalha de ouro de Paulino foi a vigésima primeira do Brasil e nona do atletismo brasileiro em Tóquio 2020, igualando o feito de Londres 2012. Desta forma, a atual edição dos Jogos se torna a melhor campanha da história do Brasil em paralimpíadas. Em Londres, os brasileiros conquistaram vinte e um ouros, quatorze pratas e oito bronzes. Já em Tóquio, levam até o momento vinte e um ouros, quatorze pratas e vinte e seis bronzes.

Thiago Paulino dos Santos é natural de Orlândia, em São Paulo. O atleta de 35 anos amputou a perna esquerda abaixo do joelho em 2010 por causa de um acidente de moto. No ano seguinte, iniciou no atletismo a convite de um professor de Educação Física.

O medalhista de bronze Marco Aurélio Borges também precisou realizar uma amputação, na perna direita, devido a um acidente de moto, em 1998. Sete anos depois, ele começou no atletismo paralímpico no arremesso de disco. Borges nasceu na capital, São Paulo.

Publicações relacionadas