adblock ativo

Presidente da confederação de futsal visita CBF e busca reaproximação

Publicado quinta-feira, 09 de abril de 2015 às 15:59 h | Atualizado em 19/11/2021, 06:48 | Autor: Estadão Conteúdo
adblock ativo

Em breve nota publicada em seu site oficial nesta tarde, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) revelou que o presidente eleito da entidade, Marco Polo del Nero, recebeu, nesta quinta-feira, o presidente da Confederação Brasileira de Futsal (CBFS), Marcos Madeira, que foi eleito e tomou posse no último dia 31 de março.

A CBF não revelou o teor do encontro e publicou apenas uma declaração de Madeira: "Queremos trabalhar sempre próximos à CBF. Fomos bem recebidos pelo presidente Marco Polo, em um encontro muito positivo".

Também nesta quinta-feira, o site da CBFS publicou nota informando que a entidade recebeu uma carta do presidente da CBF, José Maria Marin, no qual ele agradece a comunicação da eleição de nova diretoria e deseja "pleno êxito no comando desta conceituada entidade". Para a CBFS, isso é uma demonstração de que Marin é "mais um entusiasta da nova diretoria" da entidade.

Antes da eleição da CBFS, foi ventilada a possibilidade de a CBF assumir a gestão da seleção brasileira de futsal. Na enorme maioria das entidades filiados à Fifa, uma só confederação cuida das seleções nacionais de futebol e futsal.

No Brasil, quando a Confederação Brasileira de Desportos (CBD) foi desmantelada, em 1979, João Havelange, ex-presidente da entidade, aceitou que a CBFS, de Aécio de Borba Vasconcelos, ficasse com a seleção de futsal, mantendo apenas o futebol com a CBF.

Um artigo do estatuto da CBF, porém, garante a ela o direito de representar o futebol no Brasil, atribuição que ela repassou à CBFS com a condição de retomá-la quando achar necessário.

Borba Vasconcelos renunciou à CBFS em 2014, sendo substituído por Renan Tavares, então vice-presidente de competições. Tavares, entretanto, não conseguiu tirar a confederação de péssima situação financeira e também renunciou. Novas eleições foram convocadas, mas os jogadores da seleção se opunham à chapa única, comandada por Madeira. Teria sido iniciativa deles procurar Del Nero para que a seleção passe às mãos da CBF.

adblock ativo

Publicações relacionadas