Vice da NBA diz que Brasil pode receber jogos; confira fala | A TARDE
Atarde > Esportes

Vice da NBA diz que Brasil pode receber jogos; confira fala

Mark Tatum disse que "é um mercado muito importante e forte para nós"

Publicado quarta-feira, 14 de fevereiro de 2024 às 16:18 h | Autor: Beatriz Amorim
Confronto entre Flamengo e Orlando Magic
Confronto entre Flamengo e Orlando Magic -

Imaginou assistir Lebron James, Stephen Curry, Jimmy Butler ou Nikola Jokic de pertinho? Pois então, para os amantes do basquete, essa vontade pode se tornar realidade. Segundo Mark Tatum, vice-comissário e diretor de operações da NBA, o Brasil pode receber jogos da maior liga de basquete do mundo, o que nunca ocorreu durante a temporada regular. 

Em conversa com o ge nesta terça-feira, 13, o vice afirmou que o Brasil é um mercado importante e forte para a liga. Além disso, destacou a vontade de retornar a NBA ao país, que não vem desde 2025, quando ocorreu uma partida amistosa entre Flamengo e Orlando Magic. 

"Já faz alguns anos desde que estivemos no Brasil, mas é um mercado muito importante e forte para nós. Adoraríamos ter jogos no país novamente. A realidade é que há mais lugares querendo receber partidas, mas em algum momento nós vamos (voltar ao Brasil)", disse Tatum

O Rio de Janeiro, entre 2013 e 2014, recebeu três jogos de pré-temporada, com direito a Lebron James em quadra. A primeira partida aconteceu entre o Chicago Bulls, que contém muitos torcedores no Brasil por causa de Michael Jordan, e Washington Wizards. No ano seguinte, em 2014, o Miami Heat de Lebron enfrentou o Miami Heat e acabou sendo derrotado. No último jogo de uma equipe da NBA no Brasil, o Flamengo enfrentou o Orlando Magic. 

Apenas com amistosos, o Brasil nunca recebeu um jogo de temporada regular, como já ocorreu em outros países. Nesta edição, México e França já receberam confrontos, Atlanta Hawks x Orlando Magic e Cavaliers x Brooklyn Nets, respectivamente.

Ainda em conversas com o ge, Mark Tatum se mostrou otimista sobre a próxima geração do basquete brasileiro na NBA, que já conta com Gui Santos, do Golden State Warriors, na liga. 

"O futuro é brilhante para o basquete do Brasil. É só questão de tempo para a próxima geração de brasileiros entrar na nossa liga", disse o vice-comissário.

Publicações relacionadas