adblock ativo

Thammy pede 'bolsa ajuda' em protesto contra a 'cura gay'

Publicado quinta-feira, 20 de junho de 2013 às 13:39 h | Atualizado em 22/01/2021, 00:00 | Autor: Da Redação
Thammy afirmou que a mãe a levou à igreja para "curá-la"
Thammy afirmou que a mãe a levou à igreja para "curá-la" -
adblock ativo

A atriz Thammy Miranda, inconformada com a aprovação da "cura gay" pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, presidida pelo pastor e deputado Marco Feliciano, na última terça-feira, 18, resolveu ironizar a situação. Em um depoimento postado em seu perfil no Instagram, afirmou que está "doente" e que precisa de ajuda do governo. 

"Venho por meio deste comunicar que estou impossibilitada de trabalhar. Tô doente desde que nasci e, aos 30 anos, ainda não consegui minha cura! Preciso da ajuda do governo para pagar minhas contas e sustentar os meus luxos", protestou ela.

A manifestação contra a aprovação do projeto não parou por aí. Thammy também afirmou que, por conta da condição de "enferma", se "coloco também a disposição do deputado em questão a me curar"

"Peço a ele também bolsa desemprego, bolsa alimento, bolsa gasolina, bolsa balada, bolsa cabeleireiro, bolsa imposto, porque tô muito doente e não posso nem sair na rua, vá que eu passo isso pra alguém? Vai que é contagioso e todo mundo 'fica' gay por minha culpa? 'FICA', né? Porque se é doenças, eu não sou gay e sim 'ESTOU' gay. Enfim, DEPUTADO, estou ansiosamente no aguardo do seu contato, pois quero muito me curar! Não sei se consigo viver mais 30 anos com essa doença!", ironizou.

adblock ativo

Publicações relacionadas