Biden diz que proteger países da Otan é 'compromisso sagrado'

Visita de Biden à Polônia acontece em um momento de inquietude no país sobre as intenções de Moscou

Publicado sábado, 26 de março de 2022 às 14:51 h | Atualizado em 26/03/2022, 14:51 | Autor: AFP
Presidente Joe Biden se encontra com refugiados ucranianos na Polônia
Presidente Joe Biden se encontra com refugiados ucranianos na Polônia -

O presidente Joe Biden reafirmou, neste sábado, na Polônia, que o artigo 5º do tratado da Otan - que estipula que um ataque contra um país membro da Aliança é um ataque contra todos do pacto - constitui um "compromisso sagrado" para os Estados Unidos. 

"Podem contar com isso (...) Pela sua liberdade e pela nossa", disse a seu homólogo polonês Andrzej Duda durante uma reunião em Varsóvia, em um momento de temos nesse país fronteiriço com a Rússia após a invasão da Ucrânia. 

A visita do presidente americano à Polônia acontece em um momento de inquietude no país sobre as intenções de Moscou depois que a Rússia invadiu a Ucrânia. 

Biden também declarou que o presidente russo Vladimir Putin "contava com uma OTAN dividida", mas que essa divisão não se produziu. 

Por sua parte, Andrzej Duda assegurou que as relações entre Polônia e Estados Unidos se verão "intensamente fortalecidas" pela visita do presidente americano. 

Duda também disse que seu país é um aliado "sério" dos Estados Unidos e mencionou futuras cooperações com empresas americanas para projetos de centrais nucleares na Polônia, assim como seu desejo de que as empresas aeronáuticas polonesas possam participar da fabricação dos helicópteros americanos Black Hawk 

-"Carniceiro"-Ainda em Varsóvia, o presidente americano, Joe Biden, qualificou p seu par russo, Vladimir Putin, como "carniceiro" durante um encontro com refugiados ucranianos. 

Perguntado sobre sua opinião sobre Putin após ter conversado com os refugiados, Biden respondeu: "É um carniceiro".

Não é a primeira vez que o líder americano usa esse tipo de palavra para se referir a Putin, considerado o principal responsável pela invasão russa da Ucrânia, que deixou milhões de mortos até agora. Nos últimos dias, se referiu a ele como "criminoso de guerra". 

Durante seu encontro com os refugiados, transmitido ao vivo várias redes de televisão do Estádio Nacional de Varsóvia, Biden abraçou duas jovens mulheres. 

Ao resumir suas impressões após a visita ao centro de acolhida do estádio, descreveu os meninos pequenos que acabava de ver como "lindos" e informou que o haviam pedido que rezasse "por seu pai, seu avô e seu irmão". 

Biden também destacou que "sabia bem o que era ter alguém próximo em uma zona de guerra", em alusão a seu filho Beau Biden, que morreu em 2015 de câncer e que combateu no Iraque. 

Publicações relacionadas