Dois milhões de refugiados ucranianos já entraram na Polônia

Muitos refugiados tentam continuar sua jornada para outros países europeus mais a oeste ou para o Canadá

Publicado sexta-feira, 18 de março de 2022 às 08:32 h | Atualizado em 18/03/2022, 08:31 | Autor: AFP
Refugiados ucranianos buscam reconstruir a vida após invasão russa
Refugiados ucranianos buscam reconstruir a vida após invasão russa -

Mais de dois milhões de pessoas entraram na Polônia procedentes da Ucrânia para fugir da invasão das tropas russas, anunciou nesta sexta-feira a Guarda de Fronteira polonesa.

"Hoje, 18 de março, às 9h (5h de Brasília), o número de refugiados da Ucrânia superou dois milhões. São em sua maioria mulheres com crianças. os funcionários da Guarda de Fronteira são os primeiros poloneses que os ajudam quando atravessam a fronteira", afirmou a instituição em um comunicado.

Se o número for comparado com o balanço total de refugiados ucranianos publicado pela ONU, dois em cada três refugiados entraram na Polônia. Muitos, no entanto, tentam continuar sua jornada para outros países europeus mais a oeste ou para o Canadá.

Nos últimos dias, as autoridades polonesas registraram uma redução do número de chegadas.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) anunciou que o número de refugiados em fuga da invasão russa na Ucrânia superou 3,1 milhões de pessoas na quinta-feira.

Os refugiados são em sua maioria cidadãos ucranianos. Mas 162 mil pessoas de terceiros países saíram da ex-república soviética, informou a Organização Internacional para as Migrações (OIM). 

Publicações relacionadas