Rússia e Ucrânia trocam prisioneiros, de acordo com Kiev

Onze marinheiros civis russos, sobreviventes de um navio que afundou no Mar Negro, foram enviados a Moscou

Publicado quinta-feira, 24 de março de 2022 às 16:08 h | Atualizado em 24/03/2022, 16:08 | Autor: AFP
Soldado  ucraniano patrulha o subúrbio de Kiev
Soldado ucraniano patrulha o subúrbio de Kiev -

Rússia e Ucrânia trocaram prisioneiros nesta quinta-feira, 24, disse a vice-primeira-ministra ucraniana, Iryna Vereshchuk, no Facebook.

"Em troca de dez ocupantes capturados, recebemos de volta dez de nossos militares", escreveu, dizendo que foi a "primeira verdadeira troca de prisioneiros de guerra" com a Rússia desde o início de sua ofensiva na Ucrânia.

Por outro lado, onze marinheiros civis russos, sobreviventes de um navio que afundou no Mar Negro perto de Odessa, foram enviados à Rússia. Em troca, 19 marinheiros civis capturados pelos russos retornaram à Ucrânia.

Na quarta-feira, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia afirmou que duas trocas já haviam sido organizadas desde o início da invasão russa, sem especificar as datas ou o número de prisioneiros envolvidos.

Dois dias antes, a delegada de direitos humanos do Kremlin, Tatiana Moskalkova, havia falado de uma troca na Ucrânia de nove prisioneiros russos em retorno de Iván Fedorov, prefeito de Melitopol, cidade ucraniana (sudeste) conquistada por Moscou.

Vereshchuk confirmou a troca relativa ao prefeito de Melitopol na quarta-feira, acrescentando que não houve outra.

Publicações relacionadas