Casa de praia ganha charme em todas as estações do ano

Móveis, itens decorativos e revestimentos são essenciais para deixar a moradia preparada para o ano inteiro

Publicado sábado, 19 de março de 2022 às 08:15 h | Atualizado em 18/03/2022, 20:32 | Autor: Leilane Suzarte*

O verão termina neste domingo, 20, mas para a maior parte do Nordeste as temperaturas continuam altas nas próximas estações. E quem tem casa de praia pode aproveitar o espaço e decorar com estilos cada vez mais modernos e funcionais, sem perder suas características de levar frescor, tranquilidade e leveza ao ambiente o ano inteiro.

A busca por móveis e revestimentos que perdurem ao longo do tempo, resistentes ao desgaste por causa do salitre, é fundamental para deixar o local impecável e preparado para qualquer época do ano.

Para a arquiteta e urbanista Karol Naves, a tendência do momento para decorar a casa de praia é combinar o estilo rústico com o design minimalista. "É cada vez mais comum as pessoas quererem menos elementos nos ambientes, optando pelo essencial e funcional feitos com matéria-prima natural, promovendo a sensação de aconchego do estilo rústico e unindo os dois estilos de uma forma harmônica”, explica.

A profissional ainda afirma que a novidade que tem surgido na arquitetura para esse espaço é usar acabamentos que se assemelham com materiais naturais e que remetem a natureza e a praia.

“Com uma grande procura por materiais naturais para compor esses estilos de decoração, várias marcas vêm desenvolvendo revestimentos que imitam de forma cada vez mais realista as pedras e madeiras, até mesmo com texturas. E esses materiais têm um bom alcance já que muitas vezes possuem o preço mais acessível em relação ao original e o apelo estético depois de instalado é bem semelhante”, conta Karol.

Outra aposta para ter na casa praiana é o estilo regional. Segundo a designer de interiores, Renata Melo, essa tendência leva mais conforto para o espaço. "Diante das novas tendências da decoração, o estilo regional nas casas de praia se tornou um estilo bastante utilizado, permitindo o uso de produtos e objetos naturais, regionais, como palha natural e cerâmica",  informa Renata.

Já para quem busca usar elementos decorativos e peças nas tonalidades azul pode apostar no estilo navy. Ambas as profissionais consideram uma tendência que tem ganhado cada vez mais espaço.

"O estilo Navy é o estilo de casa de praia mais conhecido, com suas características marcantes em objetos e cores das paredes em azul mais escuro, muito embora, no estilo Praiano, por exemplo, conseguimos inserir mais luz aos ambientes, com a leveza dos tons de azul claro e madeira rústica também em tons claros", diz a designer de interiores.

Renata Melo aposta no estilo regional, com peças naturais, para a casa de praia
Renata Melo aposta no estilo regional, com peças naturais, para a casa de praia |  Foto: Odenor Siqueira | Divulgação
 

Prático e funcional

É necessário considerar “a praticidade e funcionalidade aliados à escolha correta dos materiais e objetos decorativos que tenham referências de quem vive no espaço”, explica Liane Canário, designer de interiores e vice-diretora da Associação Brasileira de Designer de Interiores - regional Bahia (ABD-BA).

Então, o investimento em móveis de boa qualidade para que esteja no local por muito tempo ajuda a deixar o ambiente pronto em qualquer época do ano. “Utilizar tecidos impermeáveis e de fácil limpeza, apostar em materiais de decoração resistente ao salitre, usar revestimentos cerâmicos ao invés de papéis de parede, e programar faxinas para a casa”, são algumas dicas que a arquiteta Isabela de Andrade dá para que a casa de praia possa ser aproveitada no período que a pessoa quiser.

Além disso, para deixar a casa de praia funcional o ano todo, a profissional Karol relata que aproveitar de forma inteligente os recursos naturais de iluminação e ventilação já são uma ótima base para que seja um ambiente prático. Ela conta também a importância de otimizar o espaço.

“Acredito também que um bom layout, que atente para os fluxos de circulação das pessoas, e a escolha bem feita desse mobiliário tanto em questão de tamanho quanto de material farão toda a diferença. Muitos se enganam acreditando que o excesso de elementos deixa a vida mais funcional e a verdade é que a praticidade vem na escolha do essencial de boa qualidade”, ressalta a arquiteta.

*Sob supervisão da editora Cassandra Barteló

Publicações relacionadas