Integração de sala e cozinha cria sensação de espaços mais amplos

Publicado sábado, 14 de setembro de 2019 às 14:43 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Gabriel Fraga* | Fotos: Fábio Peixoto; Marcelo Negromonte | Divulgação e Paula Moura | Arquivo Pessoal

Seja com intuito de reunir os amigos para um momento de descontração ou criar uma sensação de amplitude para apartamentos cada vez menores, a integração de sala e cozinha, assim como de outros cômodos, tem se tornado cada vez mais comum nos novos empreendimentos, gerando uma sensação de unidade e funcionalidade ao espaço.

"As pessoas hoje estão voltando a cozinhar como forma de lazer, reunir os amigos para um jantar ou almoço, então a cozinha integrada com o living facilita muito isso", reflete a arquiteta Carla Ribeiro. "Hoje em dia as pessoas estão mais caseiras, preferindo receber amigos em casa a sair. A integração de ambientes facilita isso, pois no mesmo ambiente você pode conversar, curtir, tomar um vinho e preparar uma boa refeição", avalia.

Temos também o caso das pessoas que trabalham com gastronomia e gostam de trazer isso para dentro de casa. "Pode-se observar um número cada vez maior de chefs gourmet que gostam de cozinhar para a família e amigos, que gostam de estar conectados a estes no momento que o alimento é preparado", aponta a arquiteta Paula Moura.

Imagem ilustrativa da imagem Integração de sala e cozinha cria sensação de espaços mais amplos
Paula Moura aconselha seguir uma linha de estilo e cores para criar uma harmonia maior (Marcelo Negromonte | Divulgação)

A questão de morar em imóveis pequenos também contribui para que seus moradores optem por fazer essa junção, ou até mesmo que os apartamentos já sejam feitos desta forma.

"Ampliar os espaços comuns de casa vem mais como uma necessidade do que uma tendência", afirma a designer Fabiane Lessa. "Quando temos uma cozinha muito pequena, por exemplo, sem espaço para colocar uma mesa e sem ter locais para uma refeição rápida", exemplifica.

Independentemente da sua necessidade, para que essa junção dê certo, o ideal é que esta integração seja feita de forma harmônica, com materiais que possam ser usados nos dois ambientes, criando uma conexão entre eles.

"Madeira, granito, mármore e vidro podem ser bastante explorados, pois são materiais superversáteis e que, a depender da forma como sejam utilizados, podem criar atmosferas diferentes, variando entre rústico e sofisticado", sugere Carla.

Fabiane aconselha também dar um foco maior na cozinha, já que esta ficará exposta às vistas de qualquer pessoa que esteja na sala, procurando sempre deixá-la arrumada, com os objetos expostos de forma organizada, utilizando materiais mais bonitos visualmente.

Imagem ilustrativa da imagem Integração de sala e cozinha cria sensação de espaços mais amplos
Neste outro projeto, Paula apostou em um layout simples e em objetos de cores intensas (Paula Moura | Arquivo pessoal)

Apenas um

Tudo deve ser pensado para que realmente exista a sensação de que os ambientes são apenas um, como a utilização de uma mesma paleta de cores e revestimentos.

"A paleta de cores vai depender do projeto e do gosto do cliente, podendo variar bastante. Pode-se criar tanto um ambiente bem colorido, quanto um mais sóbrio, com cores mais neutras", explica Carla. "Deve-se ter cuidado em harmonizar os elementos escolhidos para os dois espaços, de modo que eles interajam entre si. Na cozinha, usar materiais práticos e de fácil limpeza, para facilitar a manutenção", decreta a arquiteta.

Paula Moura reforça que seguir uma linha de estilo, cores e materiais se faz extremamente necessário. "Após isso, basta partir para um bom layout que contemple essa integração com funcionalidade e beleza e produzir um ambiente que atenda às expectativas dos clientes", explica.

*Sob a supervisão da editora Cassandra Barteló

Publicações relacionadas