adblock ativo

A vida pode ser uma delícia sem açúcar

Publicado quinta-feira, 20 de setembro de 2012 às 16:29 h | Atualizado em 20/09/2012, 16:29 | Autor: Carla Bittencourt
bolo
bolo -
adblock ativo

Na parede do Amor aos Pedaços, explica-se uma expressão toda baiana: fazer doce é fazer manha. Aquele charminho de namorados que equilibra mistério e desejo. Na mesma doceria, lê-se no cardápio que a vida pode ter mais sabor e mais saúde e ela se apresenta em uma linha zero por cento de açúcar.
O leitor desconfiado vai lamentar ainda mais sua restrição, mas não é bem assim. As receitas levam sucralose, substância alternativa aos adoçantes artificiais que chega perto do gosto natural. Ao contrário do aspartame, pode ir ao fogo sem perder a doçura, explicou a engenheira de alimentos Tania Nakajima. Daí o sucesso.


Mas isso é técnica. Coloque em prática com o bolo branco recheado e coberto com creme de coco, calda de abacaxi e coco ralado, o mais pedido. Delicioso e suave, traz uma doçura de fruta. A investida pode ser mais surpreendente com a torta cookie, cremosa, com chocolate branco, coberta com biscoito e calda de chocolate. A gerente Maria Marques entregou, é a segunda queridinha da lista. Um veludo. Ambos estão no cardápio da doceria, que faz produtos sem lactose ou glúten. Até o dia 30 de outubro dá para provar também o bolo de mousse de chocolate com morango, destaque do festival dedicado a essa fruta.


E porque daqui a pouco a primavera está aí, você pode tomar um sorvetinho sem açúcar. Na Perini, tem de coco, damasco, baunilha e amarena, todos feitos artesalmente pelo chef Albert Vernedas. São adoçados com aspartame, mas o ingrediente bem dosado mantém a sutileza do gosto. O chef ensina que tudo é equilíbrio. É preciso calcular direitinho para garantir que vai ficar cremoso e não duro, que a sensação de frio na boca estará no ponto certo e que a doçura vai estar na medida. "Sorvete é um jogo de números", diz, mostrando que gastronomia também é matemática. E lembra outro detalhe: diet não tem nada a ver com calorias. Pode até engordar mais. Se a preocupação é com o peso, procure o light.


Mas a gente quer mostrar que há prazer na mesa, mesmo se você descobre que tem diabetes, quando o organismo sofre com a produção de insulina. É ela quem leva o açúcar para a célula. Quando isso não acontece, o açúcar fica no sangue e daí podem vir complicações. O ideal, defende o nutricionista Bruno de Assis, é conversar com seu médico para orientações adequadas.


Redescobrir o doce das frutas também pode ser uma boa experiência, estejam elas sozinhas ou num singelo bolo de fim de tarde. Dia de quinta-feira, a doceira Verônica Santos, da Solange Biscoitos Finos, assa versões sem açúcar. Já fez de carimã, mas os mais pedidos são de laranja e damasco, esse último, vaporoso e com pedaços da fruta. Você liga, encomenda e vai buscar para tomar café com a avó. Ela vai lembrar que no tempo dela não existia doce de outro jeito e você sorri porque a indústria de alimentos e a mão de bons cozinheiros fazem esses pequenos milagres.


Onde comer:

Amor aos Pedaços Salvador Shopping, 1º piso (71) - 3016-5858

Perini Av. Vasco da Gama, 3.051 -(71) 3203-0062

Solange Biscoitos Finos Rua das Hortênsias, 422, Pituba -(71) 3011-9830

adblock ativo

Publicações relacionadas