Após proibição, homens viram garotos-propaganda de calcinhas e sutiãs | A TARDE
Atarde > Mundo

Após proibição, homens viram garotos-propaganda de calcinhas e sutiãs

Conteúdos com mulheres passaram a ser derrubados pelo algoritmo da China

Publicado sexta-feira, 10 de março de 2023 às 17:08 h | Autor: Da Redação
Por conta da proibição, os empresários buscaram outra alternativa para continuar as vendas e contrataram homens para substituir as mulheres
Por conta da proibição, os empresários buscaram outra alternativa para continuar as vendas e contrataram homens para substituir as mulheres -

Os homens chineses passaram a estrelar campanhas publicitárias para venda de roupas íntimas após a proibição contra as mulheres. Isso porque os conteúdos com modelos femininas foram derrubados nas redes sociais do país. De acordo com a legislação, a aparição de mulheres com lingeries em propagandas é considerada disseminação de "conteúdo obsceno". 

Por conta da proibição, os empresários buscaram outra alternativa para continuar as vendas e contrataram homens para substituir as mulheres. Para isso, eles usam as lingeries e as exibem nas transmissões virtuais. Um dos vídeos mostra um modelo vestindo uma lingerie preta.

O proprietário de uma marca de roupa chinesa afirmou que a intenção das contratações de homens não é ser sarcástico, conforme entrevista à CNN. "Todos estão levando muito a sério o cumprimento das regras", declarou.

Em contrapartida, a contratação de modelos masculinos para campanhas voltadas ao público feminino não é uma novidade na China. O influencer Austin Li Jiaqi ficou conhecido, em 2018, como o "Rei do Batom". Na época, o influenciador vendeu 15 mil produtos em apenas cinco minutos.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS