Cinco mortos e mais de 90 feridos na Ucrânia após ataques da Rússia | A TARDE
Atarde > Mundo

Cinco mortos e mais de 90 feridos na Ucrânia após ataques da Rússia

Mais de 25 mil pessoas ficaram sem eletricidade em Kiev

Publicado terça-feira, 02 de janeiro de 2024 às 12:59 h | Autor: Da Redação
Segundo o Exército ucraniano, a Rússia disparou 99 mísseis, e 72 deles foram derrubados
Segundo o Exército ucraniano, a Rússia disparou 99 mísseis, e 72 deles foram derrubados -

O Exército russo lançou nesta terça-feira,  02, novos ataques aéreos "maciços" contra a Ucrânia, matando ao menos cinco civis e deixando mais de 90 feridos, segundo as autoridades ucranianas. Mais de 25 mil pessoas ficaram sem eletricidade em Kiev, a capital ucraniana, após os bombardeios. Duas pessoas morreram em Kiev, duas nos arredores da capital, e uma, em Kharkiv (leste), indicaram as autoridades.

Segundo o Exército ucraniano, a Rússia disparou 99 mísseis, e 72 deles foram derrubados pelas defesas antiaéreas ucranianas. Na véspera, o presidente russo, Vladimir Putin, prometeu "intensificar" seus bombardeios na Ucrânia, em resposta ao ataque ucraniano em Belgorod, que deixou 25 mortos e 109 feridos.

Nas primeiras horas da manhã, sirenes antiaéreas soaram em Kiev. Pouco depois, dez explosões foram ouvidas e sacudiram os edifícios do centro da cidade, segundo jornalistas da AFP.

Um edifício do distrito de Solomianski, perto do centro, foi alcançado por um míssil, provocando um incêndio, afirmou o prefeito da capital, Vitali Klitschko. No total, "27 pessoas foram hospitalizadas", afirmou.

O Ministério ucraniano do Interior denunciou no Telegram "bombardeios maciços" que atingiram "edifícios residenciais, armazéns e infraestruturas". "Cerca de 260.000 pessoas" ficaram sem eletricidade em "vários distritos" de Kiev, indicou o Ministério de Energia, e mais de 20 mil na região de Kharkiv.

Kiev tem enfrentado dificuldades nas últimas semanas para obter mais ajuda militar de seus aliados ocidentais. E, quase dois anos após o início da invasão, a Rússia parece estar novamente intensificando seus ataques aéreos. Na sexta-feira passada, uma série de ataques com mísseis lançados pela Rússia contra a Ucrânia já provocaram a morte de cerca de 40 pessoas.

Publicações relacionadas