adblock ativo

Comandante militar dos EUA no Oriente Médio deixa seu cargo

Publicado terça-feira, 11 de março de 2008 às 18:22 h | Atualizado em 11/03/2008, 18:22 | Autor: Agência AFP
adblock ativo

O secretário de Defesa americano, Robert Gates, anunciou nesta terça-feira a retirada do comandante das forças dos Estados Unidos no Oriente Médio, almirante William Fallon.



Fallon havia anunciado antes um pedido de licença depois que um informe divulgado pela imprensa retratou-o como oponente às políticas do governo George W. Bush para o Irã.



Segundo o secretário de Defesa houve apenas um "mal-entendido" e que não havia diferenças significativas entre os pontos de vista de Fallon e do governo em relação ao Irã.



Ouvido sobre uma versão da revista Esquire de que a retirada de Fallon significaria que os Estados Unidos se preparavam para atacar o Irã, Gates afirmou: "isso é simplesmente ridículo".



"Aprovei o pedido de afastamento do almirante Fallon com muita tristeza", disse em entrevista à imprensa.



O almirante Fallon, que deixa as forças armadas americanas após 42 anos de serviço, "será difícil de substituir, ele é extremamente talentoso e possui visão estratégica rara", considerou, mas "a situação justifica a decisão tomada por ele mesmo".



Em comunicado que nada diz sobre os motivos da demissão do almirante Fallon, o presidente George W. Bush também prestou homenagem a um homem que "serviu o país com honra, determinação e dedicação".



O almirante Fallon será substituído a partir de 31 de março pelo general Martin Dempsey, vice-commandante das operações militares no Oriente Médio.

adblock ativo

Publicações relacionadas