Deslizamento deixa oito mortos e dezenas de desaparecidos na China | A TARDE
Atarde > Mundo

Deslizamento deixa oito mortos e dezenas de desaparecidos na China

Acidente aconteceu na província de Yunnan, no sudoeste do país

Publicado segunda-feira, 22 de janeiro de 2024 às 08:23 h | Autor: AFP
Presidente chinês, Xi Jinping, pediu "todos os esforços possíveis" para o resgate
Presidente chinês, Xi Jinping, pediu "todos os esforços possíveis" para o resgate -

Pelo menos oito pessoas morreram, e dezenas continuam desaparecidas, após um deslizamento de terra na província de Yunnan, no sudoeste da China, que soterrou várias casas nesta segunda-feira, 22, informou a imprensa estatal.

"Oito pessoas desaparecidas foram encontradas e não apresentam sinais vitais", anunciou a televisão pública CCTV.

O colapso ocorreu às 5h51 (18h51 de domingo em Brasília no condado de Zhenxiong, nordeste de Yunnan, de acordo com a agência estatal Xinhua.

A televisão estatal CCTV informou que em torno de 18 casas foram soterradas e que mais de 200 pessoas foram "retiradas com urgência" na região.

Duas pessoas foram encontradas mortas na área à tarde, relatou a CCTV, citando um jornalista no local.

As autoridades lançaram uma resposta de emergência com mais de 200 equipes de resgate e dezenas de caminhões de bombeiros, entre outros equipamentos, segundo a CCTV.

"Na hora, achei que fosse um terremoto, mas depois vi que era a colina colapsando", disse um morador à mesma emissora.

Imagens de uma emissora de televisão local transmitidas nas redes sociais mostram socorristas em trajes laranja e de capacete em formação frente a uma estação dos bombeiros.

Em outras imagens, as equipes de resgate aparecem escavando em meio às casas soterradas, onde eram visíveis alguns pertences pessoais.

O presidente chinês, Xi Jinping, pediu "todos os esforços possíveis", segundo a CCTV.

Xi "exigiu que se organizem rapidamente forças de resgate (...) e que se façam esforços para reduzir as baixas, medida do possível", acrescentou a rede.

O presidente também lembrou que é "necessário conduzir adequadamente o trabalho de dar alívio às famílias dos mortos e realocar as pessoas afetadas".

A CCTV transmitiu a imagem de um bombeiro resgatando um morador preso em uma casa.

O chefe da aldeia rural onde ocorreu o incidente se recusou a comentar o incidente, ao ser contactado por telefone pela AFP, afirmando estar "muito ocupado".

As temperaturas em Zhenxiong atingiram -4°C na manhã desta segunda-feira, de acordo com dados meteorológicos.

A Xinhua indicou que estão em curso esforços para determinar o que aconteceu.

Deslizamentos de terra são comuns em Yunnan, uma região remota da China onde cadeias de montanhas escarpadas colidem com o planalto do Himalaia.

A China sofreu uma série de desastres naturais nos últimos meses, alguns causados por condições climáticas extremas.

Em um deles, em agosto passado, mais de 20 pessoas morreram em um deslizamento de terra causado por fortes chuvas na cidade de Xi'an, no norte do país.

Em setembro, chuvas torrenciais na região sul de Guanxi causaram um deslizamento de terra que matou pelo menos sete pessoas, segundo a imprensa local. E, em junho, um deslizamento de terra na província de Sichuan, no sudoeste do país - também remota e montanhosa - deixou 19 mortos.

Publicações relacionadas