Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > MUNDO
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
10/06/2023 às 8:37 • Atualizada em 10/06/2023 às 10:11 - há XX semanas | Autor: Da Redação

Fenômeno "El Niño" pode ser dos mais intensos em 70 anos

Alterações na distribuição da temperatura da superfície da água do Oceano Pacífico deve durar até o fim do ano

A chegada do El Niño pode ocasionar um aumento das chuvas na Linha do Equador e redução na Indonésia
A chegada do El Niño pode ocasionar um aumento das chuvas na Linha do Equador e redução na Indonésia -

A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica do governo dos Estados Unidos (NOAA) confirmou que o fenômeno El Niño, que é quando ocorrem alterações na distribuição da temperatura da superfície da água do Oceano Pacífico, está de volta em 2023 e deve durar até o final do ano.

Segundo o órgão, o El Niño "muito provavelmente terá uma das ocorrências mais intensas dos últimos 70 anos", disse Deke Arndt, diretor do Centro Nacional de Informação Ambiental do NOAA.

No mês de maio, por exemplo, a temperatura do Pacífico foi a quarta maior desde 1973. O indicador é um dos usados para prever o fenômeno El Niño.

A chegada do El Niño pode ocasionar um aumento das chuvas na Linha do Equador e redução na Indonésia.

Segundo o governo americano, há 84% de possibilidade da versão moderada do fenômeno, 56% para versão mais intensa, 12% para versão mais fraca e 7% de chances do El Niño não ocorrer em 2023.

Se confirmado, o El Niño deve durar, pelo menos, até o fim de 2023, segundo uma previsão do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil. Em geral, fenômeno dura de nove a 12 meses — mas pode se estender por anos.

Os fenômenos El Niño são alterações significativas na distribuição da temperatura da superfície da água do Oceano Pacífico, com grandes alterações no clima. Estes eventos modificam um sistema de temperaturas do oceano Oscilação Sul e, por essa razão, são referidos muitas vezes como ENOS.

O fenômeno pode causar seca na região Norte e Nordeste do Brasil e aumentar a quantidade de chuvas na região Sul. De acordo com Inmet, não há evidência científica de que a ocorrência do fenômeno tenha impactos no regime de chuvas das regiões Sudeste e Centro-Oeste.

Assuntos relacionados

El Niño estados unidos mudança climática

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

El Niño estados unidos mudança climática

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

El Niño estados unidos mudança climática

Publicações Relacionadas

A tarde play
A chegada do El Niño pode ocasionar um aumento das chuvas na Linha do Equador e redução na Indonésia
Play

Fotógrafo brasileiro expõe ação de batedores de carteira em Paris

A chegada do El Niño pode ocasionar um aumento das chuvas na Linha do Equador e redução na Indonésia
Play

Vídeo: Papa Francisco faz oração pelo povo gaúcho em missa no Vaticano

A chegada do El Niño pode ocasionar um aumento das chuvas na Linha do Equador e redução na Indonésia
Play

Vídeo: colisão de helicópteros militares na Malásia deixa 10 mortos

A chegada do El Niño pode ocasionar um aumento das chuvas na Linha do Equador e redução na Indonésia
Play

Vídeo: Bebê palestino nasce após morte da mãe em ataque aéreo

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA